Blogs

Ponto G
SIGA O 45GRAUS
Ter, 10-02-2009 ás 18:04:54

Falhar na hora H é constrangedor para o homem

Chamamos de falha a disfunção erétil na qual o homem é incapaz de ter ou manter uma ereção suficiente para a penetração. Mas por que este problema acontece?

Segundo a psicóloga associada ao Instituto Paulista de Sexualidade, Giovanna Lucchesi, os motivos que fazem com que o homem não tenha um desempenho adequado podem ser diversos. “Dentre esses motivos podemos assinalar questões psicológicas, tais como: ansiedade, depressão, baixa auto-estima, inibição de desejo.

A disfunção erétil pode ocorrer por questões físicas também, devido à diabetes não controlada, questões circulatórias, anatômicas ou neurológicas, não tratadas de maneira adequada”, explica.

Apesar das explicações médicas, algumas mulheres ainda acreditam que podem ser responsáveis pela falha do parceiro na hora H. Mas para o psicólogo Diego Henrique Viviani, pesquisador associado ao Instituto Paulista de Sexualidade, não é tão simples colocar a culpa em alguém. “Precisamos olhar para como está essa relação, uma vez que ele pode ter uma parceria que o atraia e ainda assim pode ocorrer um caso de disfunção erétil. Muitas vezes a inabilidade de diálogo entre o casal pode prejudicar o encontro sexual, tendo em vista que ambos não conseguem falar o que preferem no sexo”, explica.

O fato é que mesmo sentindo atração pela parceira, isto pode acontecer. “É comum ouvirmos relatos de homens que por muito tempo desejaram determinada parceria e quando finalmente obtiveram oportunidade de ter o encontro sexual com essa pessoa, apresentaram uma disfunção eretiva. Isso pode ocorrer por que ele gerou algumas expectativas para esse encontro sexual, desenvolvendo um alto nível de ansiedade e podendo prejudicar seu desempenho”, afirma Diego.

Mas há uma forma de tentar pelo menos evitar este constrangimento todo. Giovanna explica: “Para uma sexualidade adequada é necessário construir uma relação de qualidade entre o casal que possibilite uma comunicação clara e assertiva. Assim qualquer disfunção sexual possa ser encarada de forma que os ajudem na busca da qualidade sexual”. A verdade é que um pouco de conversa sempre ajuda.

 

Fonte: MBPress

Veja também