Suspeitos de matar sargento da PM serão soltos

Por: Juliana Gomes

Liberdade foi concedida pela juíza Andrea Parente da comarca de Altos. Os três homens atropelaram e roubaram a arma do sargento Carlos Alberto esse ano.

Suspeitos de matar sargento da PM serão soltos Sargento Carlos Alberto foi encontrado por populares com lesões pelo corpo.

A Justiça do Piauí determinou na quarta-feira (12) que os suspeitos de matar o policial militar, Carlos Alberto Inácio de Abreu, de 55 anos, devem ser soltos. A decisão é da juíza Andrea Parente Lobão Veras, da comarca de Altos. Laércio Ferreira de Oliveira, Maykon Fontinele da Silva e Witalo Antonio Alves Lima devem ter a liberdade nos próximos dias, pois os alvarás de solturas foram enviados ontem para a Penitenciária de Esperantina, onde estão presos. 

Os acusados foram presos em flagrante delito, no dia 28 de março de 2017, pelo crime de latrocínio. Agora eles respondem por crimes de homicídio culposo, omissão de socorro e furto qualificado. A prisão em flagrante foi convertida em preventiva. Em sua decisão, a juíza afirmou que “ os denunciados reúnem as condições necessárias para obtenção da liberdade provisória, pois são primários, não há registro de antecedentes criminais, residem no distrito da culpa, nada havendo a indicar que representem risco à instrução penal, à eventual aplicação da lei penal ou à ordem pública”.  

A juíza ainda argumentou no documento que “o descumprimento das medidas aplicadas ou a prática de infração penal poderão ocasionar (novamente) a decretação da prisão preventiva”.

A Associação dos Oficiais Militares do Piauí (Amepi) criticou a decisão da juíza declarando que a soltura dos acusados é deprimente não somente para os policiais, mas também para a sociedade. Já a Associação de Cabos e Soldados do Piaui (Abece) divulgou que de 2015 até março deste ano, 19 policiais militares foram assassinados.

Entenda o caso

O sargento da PM, Carlos Alberto de Abreu foi morto enquanto fazia uma caminhada pela rodovia estadual que liga os municípios de Altos e Coivaras no dia 28 de março deste ano. A vítima foi encontrada por populares com diversas lesões pelo corpo causadas por atropelamento. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu um dia depois do crime. Através de diligências, policiais militares prenderam três suspeitos que teriam atropelado o sargento e roubado sua arma.

 

 

Sidebar Informações