Candidato apela pra photoshop em material de campanha

Por: da Redação

Em Bacabal, candidato optou por 'mascarar' defeito físico na boca com edição em material de campanha.

Candidato apela pra photoshop em material de campanha Candidato abusa do photoshop em material de campanha. Foto: Domingos Costa

Na eleição suplementar de Bacabal, Maranhão, tem candidato apelando até para o Photoshop a fim de sair bem na foto de campanha.

É isso mesmo, tem candidato que usa da tática de 'ludibriar' os eleitores  antes mesmo de sentar na cadeira do poder. O assunto foi tema de matéria no blog do Domingos Costa, da capital maranhense São Luís. Segundo o blogueiro, o editor passou pelo menos 4 horas tentando consertar a 'boca torta' do candidato de Bacabal.

Confira abaixo o texto publicado pelo blog:

Uma consulta feita pelo vereador Cesar Brito, candidato a prefeito de Bacabal, resultou numa ação que é uma fraude. Preocupado com o índice de rejeição ao seu nome pelo fato de estar associado à sérias suspeitas de prática da agiotagem, Cesar consultou um especialista em marketing e obteve um conselho que focou mais na questão estética do que na questão ética.

O especialista teria visto, segundo pessoas próximas, uma rejeição à figura de César Brito que carrega consigo um defeito na boca.  O conselho seria para apresentar uma imagem de uma pessoa perfeita fisicamente no material de propaganda.

Desse conselho nasceu uma fraude. César Brito tirou as fotos sozinho em um estúdio, depois as fotos foram montadas com as fotos que Zé Vieira e Florêncio Neto haviam tirado na eleição passada. Até aí nenhum problema, fora o fato de que um editor passou 4 horas retocando o material no photoshop (um programa que altera imagens)  e terminou por desentortar a boca do candidato.

Não há crime, não há demérito algum nas pessoas portadoras de defeitos físicos. Porque então o candidato preferiu fraudar a sua própria imagem perante o eleitorado? Além de ser uma evidência da vaidade do candidato em parecer um ser perfeito, o material publicitário demonstra claramente uma personalidade conturbada de alguém que não se aceita como é de fato.

A decisão pode ser um ponto negativo, pois o eleitor tem a tendência em votar em candidatos que possam ter segurança e determinação, não em alguém que sequer está satisfeito com a própria aparência.

 

 

Sidebar Informações