Vereador Erivelto Martins é conduzido comprando votos no bairro Mutirão

Por: Francisca Pinto

O vereador ainda tentou fugir correndo, mas foi perseguido pela polícia e abordado minutos depois nas proximidades.

Vereador Erivelto Martins é conduzido comprando votos no bairro Mutirão Fotos: Redes Sociais

O vereador Erivelton Martins juntamente com a esposa e o filho foram conduzidos após serem flagrados sob suspeita de compra de votos (boca de urna),  em frente a Escola Francisco Vieira Lins, no Bairro Mutirão. A Polícia Federal tomou conta do caso.
 
O crime foi denunciado pela advogada Ana Cibele e o jornalista Louremar Fernandes. Erivelton foi flagrado em uma vistoria da Polícia Militar com material de campanha do candidato a deputado estadual Carlinhos Florêncio e o Federal, André Fufuca.

“Nós recebemos uma denuncia de que o vereador Erivelton, a esposa e o filho estariam comprando votos na escola Francisco Vieira Lins, no Bairro Multirão, e então fomos pra lá. Quando chegamos, só a esposa e a irmã estava no local. Enquanto nós estávamos lá elas estavam incomodadas e então saímos, só que voltamos cinco minutos depois e quando chegamos,  o vereador estava com filho e chegou a ter uma confusão entre Louremar e o vereador, com empurrões. Nesse momento, a polícia chegou e o Louremar denunciou a compra de votos”, explicou a advogada.

O vereador ainda tentou fugir correndo, mas foi perseguido pela polícia e abordado minutos depois nas proximidades. O vereador Erivelton Martins, a esposa e o filho foram levados para a carceragem da delegacia regional da cidade. 

 

 

Sidebar Informações