Prefeitura e Sebrae apresentam Diagnóstico Municipal de -...

Prefeitura e Sebrae apresentam Diagnóstico Municipal de Barras

Por: Francisca Pinto

Para o secretário da Cultura e Turismo, Germano Filho, a apresentação do diagnóstico serve de base para ações que podem ser desenvolvidas no município

Prefeitura e Sebrae apresentam Diagnóstico Municipal de Barras Foto: Ascom

A Prefeitura Municipal de Barras em parceria com o SEBRAE-PI realizaram, nesta quinta-feira (1º), a oficina de apresentação do Diagnóstico Municipal de Barras. O evento aconteceu durante todo o dia no auditório interno da Secretaria Municipal de Educação.

Domingos Junior, consultor do SEBRAE, explica como funciona a parceria e a importância do diagnóstico para o município de Barras. “A ideia desse diagnóstico é a parceria da prefeitura de Barras com o SEBRAE e nos começamos a elaborar desde setembro, discutindo com gestores e com a comunidade, e chegamos à conclusão de que quatro áreas deveriam ser desenvolvidas, a Cajucultura, Piscicultura, Caprinocultura e Turismo ligado para a cultura. Esse é um trabalho voltando para os empreendedores. Internamente a prefeitura irá fazer um trabalho para melhorar sua gestão fiscal, reduzindo despesas e aumentando sua eficiência para prestar um melhor serviço para a população.

O consultor esclarece que essa etapa já está sendo concluída com a oficina e as próximas etapas será a validação de um plano de ação feito em discussão com a comunidade representando as quatro primeiras cadeias. A partir disso, será feito um plano de ação e a equipe retomará em 20 dias para validação deste plano e assim elaborar uma parceria junto com os gestores do estado e do governo federal para que possa ser implementadp dentro de um planejamento de curto, médio e longo prazo, aferindo os resultados, as perspectivas da população e do poder público.

Sobre a validação do plano de ação, o prefeito de Barras, Carlos Monte explica que essa nova etapa será de apresentação do plano, desenvolvido durante o planejamento para que essas cadeias possam se desenvolver. “Vamos ter uma outra etapa, no final do mês de março, onde será nos apresentado, pra que a gente apresente para toda a comunidade Barrense, todos os que se interessam nessa questão do microempreendedorismo via SEBRAE, onde iremos discutir o passo seguinte que é aplicação do projeto para que essas cadeias se desenvolvam. Estamos preparando um estudo pra preparar uma condição do município de Barras se desenvolver apostando nessas cadeias produtivas que o próprio SEBRAE levantou”, disse.

Para o secretário da Cultura e Turismo, Germano Filho, a apresentação do diagnóstico serve de base para ações que podem ser desenvolvidas no município e também conhecer áreas da sociedade que devem ser melhoradas. “Eu sou uma das pessoas que defendem muito essa questão do diagnóstico, porque a gente conhece muito a historia de Barras e havia essa necessidade de copilar dados, então eu acho que é altamente positivo porque serve de base para alguns planos municipais que estão sendo realizados. O diagnóstico é preciso porque você não vai trabalhar em cima de uma coisa que não conhece e eu defendo muito isso. Não vamos conseguir transformar uma realidade se você não a conhecer. O diagnostico serve pra isso, pra gente conhecer e buscar um meio de mudar a vida da comunidade”, avaliou.

Na ocasião, também foi realizado um debate sobre as ações a serem realizadas a fim de fortalecer as cadeias produtivas do município nas áreas de Cajucultura, Piscicultura, Caprinocultura, Turismo, Cultura e Gestão Fiscal.

De acordo com o prefeito, o momento foi de discussão sobre os passos que seguirão a partir de agora, após a instrumentalização e definição das cadeias que serão desenvolvidas.

“Quando fizemos a parceria com o SEBRAE já ficou determinado que nós teríamos varias etapas a serem cumpridas, dentro de um processo evolutivo natural desde o levantamento dos primeiros dados, a formulação do diagnostico, a formulação das necessidades e cadeias produtivas ate o estagio de hoje, que já foi a instrumentalização dessas cadeias, ou seja, nós discutimos o que cada cadeia representa para o município, quais são suas dificuldades, quais as metas que queremos, quais as atividades que iremos desenvolver  para que essas cadeias possam crescer e a gente avançar cada vez mais”, explicou.

 

 

Sidebar Informações