Boca Quente

Ciro e marca 'C': Mensagem subliminar ou coincidência?

Teria o senador consciência nas escolhas políticas e assinaria com 'C' seus espaços e realizações?

Ciro e marca 'C': Mensagem subliminar ou coincidência?

Uma foto recente do senador Ciro Gomes (Progressistas) tem chamado atenção de alguns internautas na web. Na pose, está o senador, ao lado de sua esposa, deputada federal Iracema Portela, o secretário de transportes do estado, Guilhermano Pires, outras pessoas ao fundo e na frente o novo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Teresina.

O novo veículo foi inaugurado nesta segunda e veio mediante recursos do Governo Federal, através da Caixa Econômica, intermediados pelo senador Ciro. O que chamou atenção foi a inscrição na parte da frente do trem, que traz um “C011”. Seria uma alusão a Ciro 11 (número do partido Progressitas)? Teria Ciro uma obsessão por ‘assinar’ com sua inicial os lugares onde passa? Nos ministérios, ele indica o das Cidades; No banco, ele indica o comando da Caixa; no VLT vem inscrito C011...

Tentamos contato com a Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP) para saber o significado do ‘código’, porém não obtivemos retorno.

Descaso: Sede da Agespisa tem energia cortada

Funcionários reclamam de descaso com a empresa, que passa por dificuldades financeiras e crise de gestão.

Descaso: Sede da Agespisa tem energia cortada

Na manhã desta quarta-feira (09) a sede da Agespisa em Teresina teve seu fornecimento de energia cortado. Servidores da estatal foram dispensados de seus trabalhos devido ao ‘apagão’ ocasionado, pasmem, pelo não pagamento das contas de energia para a Eletrobrás Piauí.

Segundo informações internas, o clima dentro da empresa é de descaso, a firma virou ‘coisa jogada’ e em momentos assim não aparecem diretores para explicar nada aos funcionários, que ficam a mercê de situações vexatórias.

Essa não é a única demonstração do descaso com a empresa, que ainda detém a obrigação de manter o abastecimento e esgoto de cidades do interior. Os salários, programados para caírem nos primeiros dias do mês, só estão saindo próximo ao dia 10, e o motivo? Arrecadação em queda e má gestão dos recursos. Diante de tanto descaso, só falta a Agespisa, empresa de águas e esgotos, ter o próprio fornecimento de água cortado pela ‘Águas de Teresina’.

"Entregue às traças", "jogada ao ‘Deus dará’", "fim de carreira"... são alguns dos termos que podem resumir a atual situação da Agespisa.

Wellington 'trai' correligionários para agradar Ciro Nogueira

Governador mudou critérios de indicação de cargos no interior e 'premiou' com cargos importantes antigos adversários para agradar o senador Ciro Nogueira.

Wellington 'trai' correligionários para agradar Ciro Nogueira

A proximidade e dependência do governador Wellington Dias (PT) ao senador Ciro Nogueira (Progressistas) tem feito o gestor deixar de lado os próprios correligionários e quebrar os compromissos firmados na última campanha. Segundo fontes ligadas ao partido, o critério de escolha dos cargos do interior não é mais quem o ajudou na campanha de 2014 e sim ‘quem tem voto’.

Em Elesbão Veloso, por exemplo, os cargos do governo no hospital da cidade, que eram indicação do PT local, foram mudados para comando do Progressistas, do prefeito Ronaldo Barbosa, que fez intensa campanha contra Wellington em 2014. Aliás, é comum o prefeito do município sempre votar em quem está no poder, dificilmente fazer oposição.

PMT tentou evitar constrangimento com evento numa sexta a noite

Longe do povo, do calor e do caos que foi o primeiro dia de integração, PMT até que tentou, mas caos era iminente no início do 'Inthegra'.

PMT tentou evitar constrangimento com evento numa sexta a noite

Após o 'desastre' que foi o primeiro dia útil do novo sitema de integração dos ônibus coletivos de Teresina, ficou evidente a estratégia da Prefeitura na escolha do dia e horário de inauguração do terminal do Parque Piauí e o dia de início do novo sistema.

Firmino já havia sido confrontado por usuários do transporte público na última semana, onde uma mulher o 'convocou' para utilizar as linhas de ônibus durante horários de pico e o vídeo viralizou nas redes sociais fazendo a prefeitura admitir alguns dos erros cometidos no transporte local.

Após isso, a inauguração do terminal do Parque Piauí, zona sul de Teresina, foi realizado em um horário atípico e de baixa movimentação de pessoas nos ônibus: numa sexta-feira (16) a noite. O prefeito chegou até a citar em seu discurso que a nova integração não era da Prefeitura, e sim do povo de Teresina. Povo esse que nem lá estava para conferir a novidade e que nesta segunda (19) passou por momentos de constrangimento e tumulto nos terminais e paradas de ônibus da capital.

A tranquilidade nos rostos de quem não passou calor e não foi cobrado pelo povo em público. Foto: Semcom

Com a presença do senador Ciro Nogueira (Progressistas) e do ministro das cidades Alexandre Baldy e outras lideranças políticas, a tradicional viagem de ônibus aconteceu no clima ameno da noite, em um ônibus com ar condicionado, com nenhuma possibilidade de algum usuário confrontar o prefeito no trajeto, tudo bem longe do povão. 

O início da nova integração foi no sábado (17), dia de baixa movimentação nas paradas e redução de frota, o que deu uma aparente tranquilidade para início dos trabalhos e não deu a noção de realidade que se mostrou nas primeiras horas desta segunda-feira (19) nos terminais de integração e paradas de ônibus de Teresina.

Robert irá para o DEM, partido que antes chamava de 'oligarquia'

O deputado era ferrenho crítico dos partidários da antiga sigla na época de PFL e agora deverá se filiar ao grupo que antes chamava de oligarca.

Robert irá para o DEM, partido que antes chamava de 'oligarquia'

O deputado estadual Robert Rios já acertou o passo e deverá mesmo deixar o PDT para se filiar ao Democratas (ex-PFL). 

A saída do parlamentar do PDT se dá devido ao seu posicionamento político na Assembleia Legislativa, por ser o líder da oposição na casa. O PDT não planeja sair da base do governo, diferente do DEM, que tem a frente o deputado federal Heráclito fortes, com quem já manteve conversas e deve se filiar até o final de fevereiro.

O fato chama atenção e mostra quanto o mundo da política ‘dá voltas’. Robert era um dos mais ferrenhos críticos do partido na época em que ainda se chamava PFL. O discurso dizia insistentemente ‘oligarquia nunca mais’ para os atuais democratas.

Governadora é vaiada em lançamento de filme em Teresina

Ao agradecer a deputada Iracema Portela, Margareth Coelho foi vaiada por um grupo de espectadores no Teatro 4 de Setembro.

Governadora é vaiada em lançamento de filme em Teresina

Na noite desta segunda-feira (11) a governadora em exercício, Margareth Coelho (PP) terminou vaiada durante o lançamento do filme-documentário que mostra a vida do poeta piauiense Torquato Neto, no Teatro 4 de Setembro. O fato aconteceu durante a fala de Margareth, que agradeceu a deputada federal Iracema Portela e imediatamente foi vaiada aos gritos de ‘golpista’ por um grupo de espectadores que estava na plateia. Pelo visto, os ânimos ainda estão exaltados contra a deputada, que já havia sido alvo da mesma manifestação em um evento ocorrido na Assembleia Legislativa.

Deputados de oposição se reúnem com ex-ministro João Henrique

Grupo articula possível candidatura de oposição para fazer frente a Wellington Dias no próximo pleito.

Deputados de oposição se reúnem com ex-ministro João Henrique

Na manhã desta quinta-feira (07) deputados estaduais de oposição estiveram reunidos com o ex-ministro João Henrique Sousa (PMDB). A pauta do encontro não foi divulgada, porém, tendo em vista o contexto que se desenha nos bastidores da política, o grupo busca um nome para fazer frente ao governador Wellington Dias (PT) nas eleições do próximo ano. Apesar de grande parte do PMDB optar pela aliança com o governador, ultimamente cresceu a corrente dos que apostam em outro candidato, isso devido ao imbróglio da sigla com os Progressistas, que além da vaga de senador (Ciro Nogueira) agora querem a vaga de vice ao lado de Wellington.

Bancada do Piauí fica 'dividida' na votação da denúncia de Temer

Dos 10 deputados do Piauí, 5 votaram a favor de Temer e 4 contra. O deputado Marcelo Castro não participou da votação.

Bancada do Piauí fica 'dividida' na votação da denúncia de Temer

Na votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados, a bancada piauiense se comportou de forma diferente da primeira. Dos 10 deputados, foram 5 votos a favor do presidente e 4 contra com a ausência do deputado Marcelo Castro (PMDB). Essa é a segunda vez que o parlamentar não participa de votação de denúncia contra o presidente Michel Temer.

Veja abaixo como votou cada deputado:

Assis Carvalho – NÃO

Átila Lira – SIM

Fábio Abreu – NÃO

Heráclito Fortes – SIM

Júlio César – SIM

Paes Landim – SIM

Rodrigo Martins – NÃO

Silas Freire – NÃO

Projeto que aumenta impostos pode ser votado nesta quinta (26)

Na última terça-feira (24), o clima fechou, houve agressões verbais e muito bate boca entre oposição e governistas e a votação na comissão acabou sendo adiada.

Projeto que aumenta impostos pode ser votado nesta quinta (26)

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepi deverá retomar nesta quinta (26) a discussão sobre o projeto do governo que aumenta as alíquotas do ICMS. Na última terça-feira (24), o clima fechou, houve agressões verbais e muito bate boca entre oposição e governistas e a votação na comissão acabou sendo adiada. Os governistas afirmam que a oposição está julgando o mérito do projeto, quando a função da comissão é julgar a constitucionalidade.

Matérias relacionadas:

Deputados batem boca em discussão de projeto que aumenta ICMS

Após confusão, votação de projeto que aumenta impostos é suspensa na CCJ

Evaldo Gomes diz que Robert o ameaçou durante sessão na CCJ

Bate-papo interessante durante sessão na Alepi

Blog Boca Quente

Bate-papo interessante durante sessão na Alepi

Durante alguns minutos uma roda de conversa formada por deputados, predominantemente de oposição, chamou atenção durante a sessão desta segunda-feira (16) na Alepi. Até parlamentares que não costumam ter conversas acaloradas durante as sessões estavam na conversa. A pergunta que não quer calar é: que assunto ‘prendia’ tanto os deputados na conversa, hein?

Sidebar Informações