Léo responde assuntos polêmicos e rebate críticas da oposição

Por: da Redação

Candidato falou sobre a maternidade Carmosina Coutinho, Centro Oncológico e rebateu críticas do adversário Fábio Gentil na entrevista de ontem.

Léo responde assuntos polêmicos e rebate críticas da oposição Léo Coutinho em entrevista na TV Mirante

Na noite desta terça-feira (20), a TV Mirante de Caxias deu seguimento à série de entrevistas com candidatos a prefeito do município. Desta vez, o entrevistado foi Léo Coutinho (PSB), que disputa reeleição para mais 4 anos.

A entrevista tocou em pontos, até então, espinhosos para o candidato, e muito 'batidos' pela oposição, como a situação da Maternidade Carmosina Coutinho e o hospital de tratamento oncológico.

Em diversos pontos da entrevista, Léo Coutinho aproveitou o tempo concedido para rebater críticas de seu adversário, em pontos que ele errou informações referentes ao piso dos professores e à realização de concurso público.

Léo responde a desafio da oposição

Um dos trechos mais comentados da entrevista foi logo no início, quando Léo Coutinho respondeu ao desafio lançado pelo seu adversário, Fábio Gentil (PRB), em participar de um debate. O candidato de pronto disparou:

"Queria afirmar inicialmente que quando o debate, a entrevista, é séria, quando a gente realmente tem a igualdade observada, a gente participa", disse Léo.

Carmosina Coutinho: dados manipulados e reaparelhamento

Perguntado sobre o que é verdade e o que é inverdade sobre as mortes de bebês na Maternidade Carmosina Coutinho, Léo falou que os dados usados pela oposição foram manipulados, não havendo responsabilidade para ele quanto gestor. O candidato completou dizendo que órgãos como o Ministério da Saúde, o Ministério Público e setores da imprensa não deram seguimento às denúncias, tendo em vista a manipulação dos dados.

"Não há nada no Ministério Público, a gente não foi responsabilizado por nada, e na nossa Carmosina a gente investiu muito. Nós reaparelhamos a Carmosina Coutinho, nós conseguimos reativar o convênio que a ex-governadora Roseana Sarney revogou, e a gente assiste hoje uma melhora grande. A gente foi inclusive premiado com o Banco de Leite Humano da Carmosina, que foi premiado nacionalmente", completou o candidato.

Centro Oncológico de Caxias: crise financeira emperra habilitação

O candidato respondeu ainda o questionamento do jornalista da TV Mirante sobre a situação do Centro Oncológico de Caxias, que, mesmo construído, ainda está com portas fechadas. Pacientes que necessitam de tratamento de câncer têm que se deslocar para Teresina ou São Luís.

Léo afirmou que devido à crise financeira, o estado não finalizou a fase de habilitação, e tem como proposta, para Caxias,um CACOM (Centro de Alta Complexidade em Oncologia), em parceria com o Governo do Estado.

Concurso: convocação e resposta à crítica do adversário

Léo Coutinho falou sobre o último concurso público realizado pelo município, no ano de 2013. Perguntado sobre por que muitos aprovados não foram contratados, o candidato afirmou que o município ficou impossibilitado pela crise financeira que atingiu todo o Brasil.

"Nossa preocupação é essa. Ao fazer um concurso, contratar um servidor efetivo, e ter a garantia de que ele terá seu salário pago no dia 20", disse.

Em um momento, Léo respondeu a crítica feita por seu adversário na entrevista de ontem, onde Fábio afirmou que o candidato não havia realizado concurso público.

"O outro candidato ontem afirmou que nós não fizemos concurso, ele faltou com a verdade quando disse isso", disse.

Considerações finais: fala de aprovação e responde novamente adversário

No final da entrevista, o candidato Léo Coutinho admitiu dificuldades no início da gestão, falou de perseguições políticas, citou seus últimos índices de aprovação e, novamente, desconstruiu as críticas feitas pelo adversário, Fábio Gentil (PRB), na entrevista de ontem da TV Mirante, relacionadas ao pagamento do piso dos professores e à implantação de saneamento básico em Caxias.

 

 

Sidebar Informações