Parecer do MP pede cassação da candidatura de Aureamélia Soares

Por: da Redação

Promotor tomou por base denúncia de compra de votos em setembro. Solicita ainda instauração de inquérito por parte da PF em Caxias.

Parecer do MP pede cassação da candidatura de Aureamélia Soares Vereadora eleita Aureamélia Soares

O Ministério Público Eleitoral, por meio do promotor Vicente Gildásio Leite Junior, da 4ª Zona Eleitoral em Caxias-MA, requereu em parecer divulgado no último dia 19 de outubro, a cassação da candidatura da vereadora eleita de Caxias, Aureamélia Soares (PCdoB). 

O parecer do promotor se baseia na denúncia apresentada pela coligação do prefeito eleito de Caxias Fábio Gentil (PRB) no episódio ocorrido no dia 17 de setembro, onde a empresária Odete Gonçalves realizou uma reunião com estudantes do IFMA e na ocasião ofereceu vale transportes para que os alunos fossem à reunião da então candidata.

A denúncia trouxe áudios e vídeos mostrando a movimentação na residência da empresária. O promotor também pediu que a Polícia Federal instaurasse inquérito para apurar o caso. Aureamélia Soares foi eleita vereadora de Caxias como a terceira mais votada, obtendo 2.084 votos.

O episódio

No dia 17 de setembro, a empresária Odete Gonçalves reuniu estudantes do IFMA para uma reunião de apoio à candidata Aureamélia Soares (PCdoB) em sua residência. Um dos supostos estudantes, assessor de um candidato da oposição, gravou todas as ligações onde a empresária prometia dar uma semana de passe livre nos ônibus que fazem rota para o IFMA.

 

 

Sidebar Informações