Pabllo Vittar reclama de censura ao clipe, e Youtube culpa equipe da cantora

Por: Portal 45 Graus

Pabllo Vittar recorreu ao Instagram para comentar sobre a restrição aos acessos do clipe Parabéns que teria sido imposta pelo Youtube

Pabllo Vittar reclama de censura ao clipe, e Youtube culpa equipe da cantora Foto: reprodução instagram

Nesta terça-feira(21), Pabllo Vittar recorreu ao Instagram para comentar sobre a restrição aos acessos do clipe Parabéns que teria sido imposta pelo Youtube. Para o vídeo ser visualizado o usuário precisa ter mais de 18 anos e estar logado no site.

A cantora chegou a afirmar que recorreria à Justiça pois seu vídeo não tem um conteúdo diferente de outros que estão disponíveis na plataforma sem nenhuma restrição.

"Como vocês viram ontem, meninas, recebemos uma restrição de idade no clipe de Parabéns porque estou lá segurando um copo de vodka. Sendo que já havia uma mensagem lá dizendo 'beba com moderação'. E mesmo assim eles quiseram restringir para maior de idade", começou a cantora seu relato nos Stories.

Em nota, o Youtube informou que não fez nenhuma restrição ao clipe de Pabllo. A atitude partiu do usuário que subiu o vídeo no site, ou seja, a equipe da própria cantora.

"O conteúdo do vídeo não viola as políticas do YouTube e foi enviado com restrição de idade pelo usuário que fez o envio. Configurações de restrição de idade podem ser editadas pelo YouTube Studio. Se precisar, estamos aqui para ajudar! Arrasa", informou a plataforma de vídeo.

Vittar chegou a dizer que o motivo dessa censura seja por ela ser uma drag queen. "A gente sabe também que há vários videoclipes muito mais nocivos no YouTube, com conteúdos muito mais explícitos e não são restritos, não são banidos. Nem sequer são lembrados. Mas atacam a drag queen", explicou.

Ela pediu para que os fãs ajudassem a fazer o clipe bombar mesmo com esse problema imposto pelo Youtube. "Vamos fazer de Parabéns uma das músicas deste Carnaval querendo ou não. Diga não à censura seletiva, gente! E quero que vocês saibam que isso não vai ficar assim. Eu vou recorrer na justiça. Vou ter o meu clipe de volta", disse a cantora.

 

 

FONTE: Uol

 

 

Tópico: Youtuber

Sidebar Informações

Destaques