Após rebelião governo decreta emergência em penitenciária

Por: Francisca Pinto

O decreto destinará reforço das forças de segurança pública para garantir a ordem e disciplina no presídio e iniciar os reparos na estrutura da unidade

Após rebelião governo decreta emergência em penitenciária Penitenciária de Esperantina/Foto: Ascom Sejus

Neste sábado (7), o governador Wellington Dias decretou situação de emergência na Penitenciária Luiz Gonzaga Rebelo, em Esperantina, após a rebelião ocorrida na unidade, na tarde dessa sexta-feira (6), onde 75 detentos conseuiram fugir, 20 deles já foram recapturados.

O decreto emergencial destinará reforço das forças de segurança pública para garantir a ordem e disciplina no presídio e iniciar, imediatamente, os reparos na estrutura física da unidade, que foi muito danificada com a rebelião.

De acordo com o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, já estão em curso, no âmbito da Secretaria de Justiça e da Polícia Civil, investigações sobre o que teria causado a rebelião. A Secretaria de Justiça também já iniciou os primeiros reparos emergenciais no presídio.

Além disso, o Secretário de Justiça tratou com a Defensoria Pública, Ministério Público, OAB e Prefeitura de Esperantina sobre novas medidas em favor da ordem pública no sistema prisional.

 

Transferência de presos e busca foragidos

A rebelião na Penitenciária de Esperantina iniciou por volta das 13h de sexta (6) e foi controlada às 18h, quando a Tropa de Choque da Polícia Militar entrou na unidade.

De ontem para hoje, a Secretaria de Justiça transferiu mais de 100 presos de Esperantina para outras unidades prisionais e já iniciou as buscas para recapturar os fugitivos.

Uma equipe de mais de 30 policiais militares e agentes penitenciários está envolvida na operação de recaptura de cerca de 50 presos que ainda estão foragidos.

 

 

Sidebar Informações