Clubes da Série A entram com ação contra o Flamengo

Por: Veridiana Carvalho

Rubro-Negro tem liminar que permite atuar com presença da torcida como mandante, o que gera descontentamento dos demais participantes da Série A do Brasileirão

Clubes da Série A entram com ação contra o Flamengo (Foto: Staff Images / CONMEBOL)

Dezessete clubes da Série A do Campeonato Brasileiro protocolaram uma ação junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para derrubar a liminar que permite público em jogos do Flamengo nas competições nacionais. A informação foi divulgada pelos portais "Uol" e "Globoesporte.com". De acordo com este último, é o Palmeiras quem lidera a ação. Somente Atlético-MG, Cuiabá e, claro, o próprio Flamengo, não assinaram o documento.

O pedido dos clubes é para que a liminar que permite público nos jogos do Flamengo seja suspensa ou revogada. Em reunião recente, que contou com representantes de 19 clubes da Série A, com exceção do Flamengo, o Conselho da CBF decidiu manter a competição sem a presença de público. Nesta ocasião, chegou-se ao consenso de que a liberação só será permitida quando as autoridades públicas de todas as cidades dos clubes participantes autorizarem a volta das torcidas aos estádios.

Os clubes que assinam o documento protocolado junto ao SJTD são América-MG, Athletico, Atlético-GO, Bahia, Red Bull Bragantino, Ceará, Chapecoense, Corinthians, Fortaleza, Fluminense, Grêmio, Internacional, Juventude, Palmeiras, São Paulo, Santos e Sport. O Atlético-MG, que não assina a nota, já aceitou jogar sem público no Brasileirão até outubro, mas alertou nesta semana que pode quebrar o acordo caso o Flamengo atue diante de sua torcida.

Com estados em distintas situações no enfrentamento à pandemia da Covid-19 e estágios da vacinação, o Campeonato Brasileiro, por ora, vem sendo realizado sem a presença de torcedores nos estádios, assim como a Copa do Brasil.

Recentemente, após uma série de interações entre dirigentes do clube e o prefeito Eduardo Paes (PSD), a Prefeitura do Rio de Janeiro deu aval para o Maracanã receber 10% de sua capacidade total, cerca de 7 mil torcedores. Com base nisso e nos demais protocolos de segurança estabelecidos no município, o Flamengo entende que pode atuar com o público ao solicitar a liberação.

Fonte: Site Terra

 

 

Sidebar Informações