São Paulo paga R$ 3 mi por jogador uruguaio com contrato no fim

Por: Rodrigo Antunes

A explicação para o dinheiro investido está no fechamento da janela de transferências.

São Paulo paga R$ 3 mi por jogador uruguaio com contrato no fim Jogador Uruguaio é contratado pelo São Paulo. Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net

A diretoria do São Paulo foi criticada por alguns torcedores por conta da contratação de Gonzalo Carneiro.

Os tricolores pagaram pouco mais de 800 mil dólares, algo em torno de R$ 2,9 milhões (na cotação da última segunda), por um jogador que tinha contrato com o Defensor, do Uruguai, até o dia 31 de julho deste ano e, após esta data, estaria livre no mercado. A explicação para o dinheiro investido está no fechamento da janela de transferências.

No Brasil há duas janelas para a vinda de jogadores que atuam no exterior. A primeira, chamada de janela pré-temporada, fica aberta do dia 1º de janeiro até 16 de abril. O Tricolor anunciou a chegada de Carneiro justamente no último dia desta abertura. Desta forma, o jogador pode ser inscrito no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF e, assim que estiver à disposição da comissão técnica, poderá estrear pelo clube do Morumbi.

A segunda janela do futebol brasileiro, a do meio da temporada, fica aberta do dia 22 de junho até 21 de julho. Como o contrato do Carneiro com o Defensor ia até o dia 31 de julho, o Tricolor não poderia esperar até o término do vínculo, caso contrário, só poderia ter o atacante como reforço em 2019, na outra temporada. Impossibilitando, desta forma, a negociação.

- Estou feliz de apresentar uma das grandes revelações do futebol uruguaio. Pegamos informações há três meses sobre o Carneiro, e ficamos felizes de trazê-lo ao São Paulo. Trazer o jogador neste momento é fundamental, porque outros clubes estavam interessados. A janela poderia fechar e ele não conseguiria jogar neste ano, apenas em 2019 - disse Raí, diretor de futebol do Tricolor, na apresentação do atacante.

O problema do São Paulo com a janela de transferência deu poder de negociação ao Defensor, que não gostaria de perder o jogador, que estava no clube desde os 12 anos de idade, sem receber nada em troca. Além disto, o Tricolor tinha um outro problema pela frente: o interesse de outros clubes no atleta, visto por parte da imprensa uruguaia como uma das principais revelações do futebol daquele país dos últimos anos.

- A concorrência poderia crescer e dificultar a transação. A chegada dele nos deixa tranquilo para acompanhar a recuperação e a adaptação final. Temos certeza que teremos um jogador que vai dar muitas alegrias ao São Paulo e mostrar seu potencial, cuja expectativa foi criada no Uruguai e em outros países - concluiu o cartola são-paulino.

COm informações do Lance!/Terra

 

 

Tópico: São Paulo

Sidebar Informações