Sobe para 51 o número de pessoas presas durante operação da Polícia Civil

Por: Francisca Pinto

Além dos mandados, as ações englobam, durante todo o dia, fiscalizações e bloqueios de acesso a transeuntes e motoristas em diversos pontos da cidade.

Sobe para 51 o número de pessoas presas durante operação da Polícia Civil Foto: divulgação Polícia Civil

Atualização 16h45

Na tarde desta terça-feira (14), a Polícia Civil do Piauí atualizou o balanço da operação 24h, deflagrada durante a madrugada. De acordo com os novos dados, 51 prisões e apreensões de suspeitos de roubo, assaltos e tráfico de drogas já foram realizadas.  

Matéria original

Na madrugada desta terça-feira (14), por volta das 04h, a Secretaria de Segurança Pública, por meio da Polícia Civil do Piauí, deflagrou a Operação Polícia Civil 24h, com objetivo de prevenir crimes durante as festividades de fim de ano. 26 pessoas foram presas até o momento

De acordo com a polícia, cerca de 200 mandados de prisão e de busca e apreensão estão sendo cumpridos no Piauí. A operação conta com 500 policiais civis de 12 Regionais, 25 Distritos Policiais e 15 Especializadas, dando cumprimento a Mandados de Prisão e de Busca e Apreensão em todo estado. 

Além dos mandados, as ações englobam, durante todo o dia, fiscalizações e bloqueios de acesso a transeuntes e motoristas em diversos pontos da cidade.

A partir das 19h, policiais civis se concentram na Delegacia Geral de Polícia Civil para início dos trabalhos relacionados a vistorias em locais de vulnerabilidade, onde há presença de menores com bebidas alcóolicas, ocasião em que o Conselho Tutelar se fará presente, além de fiscalização com equipes da Delegacia de Direitos Humanos, Delegacia de Meio Ambiente e divulgação do aplicativo Salve Maria, no combate a violência doméstica.

Presos

Duas mulheres foram presas no Parque Alvorada. Suzielle da Conceição Sousa Silva e Kelma Rochele Machado de Oliveira foram presas com várias pedras de crack, um celular e R$ 1.172,50.

José Lima Chagas, mais conhecido como Gordete, acusado de assassinar Carolina Espírito Santo Silva, no dia 18 de julho, no bairro Promorar. Com o acusado, a polícia apreendeu uma arma 380 com 71 munições, cordões de ouro e pulseiras e um celular.

Antônio Marcos Gomes de Carvalho, 39 anos, David Willame de Oliveira Silva, 24 anos, e Alissandro Gomes da Silva Sousa foram presos acusados de roubo.

João Batista Santos Gomes tinha mandado de prisão preventiva por homicídio ocorrido em 1996.  Acrísio de Sousa Sá Neto foi preso acusado de roubo qualificado.

 

 

Sidebar Informações