31 médicos cubanos que atuavam em 26 municípios deixam o PI

Por: Francisca Pinto

Pelo calendário, os 202 médicos cubanos, que atuam em 101 municípios pelo Programa Mais Médicos, devem deixar o país até o dia 3 de dezembro.

31 médicos cubanos que atuavam em 26 municípios deixam o PI Lucas Villa segue na frente na disputa da Presidência da OAB

Nesta sexta-feira (23), iniciou a despedida de 31 profissionais que atuavam em 26 municípios do Piauí. No total, 202 médicos cubanos pelo Programa Mais Médicos estavam no estado.

Pelo calendário, todos os cubanos, que atuam em 101 municípios, devem deixar o país até o dia 3 de dezembro. Às 9h, no aeroporto Petrônio Portela, 30 profissionais embarcaram para São Paulo. Uma médica já viajou essa madrugada.

Deixam o Piauí, os profissionais que atuavam nos municípios de São José do Divino, Alagoinha, Eliseu Martins, Joca Marques, Esperantina, Milton Brandão, Caraúbas do Piauí, Barras, Santa Rosa do Piauí, Avelino Lopes, Anísio de Abreu, São Raimundo Nonato, Corrente, São João do Piauí, Massapé do Piauí, Luzilândia, Campo Maior, Monte Alegre do Piauí, Ribeiro Gonçalves, Jaicós, Redenção do Gurgueia, Matias Olímpio, Pio IX, Betânia do Piauí, Bertolínia, Francinópolis

Com a saída dos médicos cubanos, nove municípios ficarão sem atendimento na Atenção Básica, já que as unidades de saúde tinham somente aqueles profissionais. São os municípios de Antônio Almeida, Barreiras do Piauí, Guaribas, João Costa, Morro Cabeça no Tempo, Pavussu, São Gonçalo do Gurgueia, São Luís do Piauí e Tamboril.

 

 

Sidebar Informações