Allisson Watson é expulso do comando da Polícia Militar

Por: Francisca Pinto

A decisão foi assinada na última sexta-feira, 08 de março, pela governadora em exercício, Regina Sousa.

Allisson Watson é expulso do comando da Polícia Militar Foto: reprodução Google

Nesta segunda-feira (11), o Governo do Piauí publicou no Diário Oficial a expulsão de Alisson Watson da Silva Nascimento dos quadros de oficiais da Polícia Militar do Piauí. O ex-capitão da PM é acusado de matar a estudante de direito Camilla Abreu.

De acordo com a decisão, Allisson Watson é indigno para o oficialato e, diante dos fatos, perdeu o posto e a patente militar, sem direito a qualquer remuneração ou indenização.

A decisão foi assinada na última sexta-feira, 08 de março, pela governadora em exercício, Regina Sousa.

Entenda o caso

Camilla Pereira de Abreu desapareceu na última quarta-feira (25). A jovem foi vista pela última vez na companhia do namorado, o capitão da Polícia Militar, Allisson Wattson, lotado no 8º Batalhão, em um bar na zona leste de Teresina.

O namorado e também suspeito ficou incomunicável e só reapareceu na sexta-feira (27), mas não soube explicar o que aconteceu com Camila. O celular dela teria sido encontrado às margens da BR-343, próximo a Altos.

O corpo da estudante de direito Camilla Abreu foi encontrado na tarde desta terça-feira (31), no povoado Mucuim, localizado em uma entrada após o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Br 343, que liga Teresina a Altos. O corpo já estava em avançado estado de decomposição.

 

Matérias relacionadas

Leia mais: Polícia investiga desaparecimento de estudante de direito

Leia mais: Barêtta confirma morte de estudante de direito desaparecida

Leia mais: Corpo de Camilla Abreu é encontrado na zona rural de THE

Leia mais: Capitão da PM diz que matou Camilla acidentalmente

 

 

 

Sidebar Informações