Após início conturbado, Fundação Hospitalar inicia trabalhos no PI

Por: Rodrigo Antunes

Presidente explicou que situação inicial foi superada e que fundação iniciou trabalho de cogestão de hospitais do interior e capital.

Após início conturbado, Fundação Hospitalar inicia trabalhos no PI Pablo Santos/Foto: Rodrigo Antunes Leal

A Fundação Hospitalar do Piauí (FHP) iniciou um processo de cogestão dos hospitais do qual iniciou a gestão.

O processo consiste em uma visita com equipes da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi) e de técnicos da fundação levantando os principais problemas e demandas necessárias para cada hospital visitado. Atualmente, a FHP gere 6 hospitais, sendo 3 na capital (HGV, Hospital Infantil e HDIC) e 3 hospitais regionais no interior (Picos, Piripiri e São Raimundo Nonato) e após constatar as necessidades de cada local, irá trabalhar para suprir as demandas necessárias.

"Vamos iniciar pelo hospital de Picos segunda feira com a equipe da Sesapi e da fundação e vamos fazer essa andança em todos os hospitais para poder fazer o raio x e buscar fazer a resolução dos problemas de cada hospital", afirma Pablo Santos, presidente da Fundação Hospitalar.

O início de gestão do presidente da fundação, deputado Pablo Santos, foi conturbado e gerou comentários nos bastidores políticos do estado. Apesar de pouca estrutura quando iniciou sua gestão, o presidente afirmou ao 45graus que hoje a fundação está em pleno funcionamento, e já inicia os trabalhos que irá prestar a partir de agora.

"A sede já está montada, a fundação como qualquer estrutura administrativa que está sendo recém criada é um grande desafio, principalmente pra você criar uma coisa que já vem em andamento, que já vem no meio de uma administração mas eu lhe garanto a fundação já está funcionando, a sede já está montada, ela fica lá na avenida presidente Kennedy", explica.

A partir da cogestão realizada pela fundação, os próximos passos serão 120 dias dedicados a avaliação de metas para a fundação cumprir com relação a quantidade de cirurgias, internamentos, exames, consultas e outros procedimentos. Após estes primeiros trabalhos, outros hospitais do estado devem passar para a gestão da fundação.
 

 

 

Sidebar Informações