Chuva no Grande Recife causa deslizamentos de barreiras, alagamentos e transtornos

Por: Veridiana Carvalho

Mais de 200 milímetros de chuva foram registrados em poucas horas, neste sábado (28), em diversos pontos.

Chuva no Grande Recife causa deslizamentos de barreiras, alagamentos e transtornos Chuva causou alagamentos no Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Mais de 100 milímetros de chuva form registrados em poucas horas, neste sábado (28), em diversos pontos do Grande Recife. O temporal, previsto pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), causou deslizamentos de barreiras, alagamentos e inúmeros transtornos na região (veja vídeo acima). Um homem morreu soterrado na Zona Norte da capital e outro faleceu na Zona Oeste.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, ocorreram diversos deslizamentos e desabamentos. Quatro deles foram nas seguintes localidades: Sítio dos Pintos, Zona Oeste do Recife; no Córrego do Jenipapo, na Zona Norte; Sucupira, em Jaboatão; e São Lourenço da Mata.

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), os locais em que mais choveu foram Itapissuma, com 318 milímetros; Jaboatão, com 237 milímetros; e o bairro do Ibura, na Zona Sul do Recife, com 218 milímetros.

A Avenida Recife, na Zona Sul, ficou alagada em diversos pontos.

Em Tejipió, na Zona Oeste, o rio que dá nome ao bairro transbordou e deixou moradores ilhados. O canal da Avenida Agamenon Magalhães transbordou e deixou o bairro do Derby alagado.

Também foram registradas quedas de árvores em diversos pontos do Grande Recife. O Corpo de Bombeiros afirmou que acionou todo o efetivo e que a prioridade é o "atendimento de socorro e resgate das populações em iminente perigo".

Mortes

Neste sábado, dois homens morreram em deslizamentos de barreiras causados pela chuva:

Luciano José de Santana, de 47 anos - soterrado por barreira no Sítio dos Pintos, Zona Oeste do Recife;

Claudemir Barbosa, de 18 anos - soterrado por uma barreira no Córrego do Jenipapo, na Zona Norte.

As chuvas fortes que atingem o Grande Recife e a Zona da Mata desde o domingo (22) provocaram a morte de outras cinco pessoas nesta semana:

José Cláudio da Silva, de 62 anos - soterrado em deslizamento de barreira no Córrego do Abacate, no bairro de Águas Compridas, em Olinda.


Aureogildo Antônio de Vasconcelos Júnior, de 36 anos: caiu num canal na Avenida Presidente Kennedy, em Olinda;


Rosemary Oliveira da Silva, de 44 anos, e Sérgio Pimentel dos Santos, de 54 anos: soterrados em deslizamento de barreira no Córrego do Abacaxi, no bairro de Caixa D'Água, em Olinda;


Alex Rodrigo da Luz, de 41 anos: foi arrastado pela correnteza enquanto tentava resgatar um cavalo em uma rua alagada no Conjunto Muribeca, em Jaboatão.

Além dos óbitos, as chuvas fizeram com que quase mil pessoas deixassem as casas onde moram por causa dos alagamentos e deslizamentos de terra.


Fonte: G1

 

 

Sidebar Informações