Comandante suspende portaria que atribuía investigação à PM

Por: Rodrigo Antunes

Caso Emily: Para evitar polêmica, comandante da PM-PI, Coronel Carlos Augusto, suspendeu portaria que dava à PM autoridade para investigar crimes de policiais.

Comandante suspende portaria que atribuía investigação à PM Foto: reprodução Google

O Comandante Geral da Polícia Militar do Piauí, Coronal Carlos Augusto, informou nesta segunda-feira (08) que suspendeu a portaria que dava à Polícia Militar a competência de investigar crimes contra a vida praticados por policiais da corporação.

A portaria havia sido assinada no último dia 25 de dezembro de 2017, dia em que uma abordagem desastrosa de policiais do 5º Batalhão da PM resultou na morte da pequena Emily, de apenas 9 anos. A assessoria da Polícia Militar confirmou a informação e a partir de agora fica a cargo somente da Polícia Civil, que investiga o caso por meio da Delegacia de Homicídios.

Os policiais que fizeram a abordagem atiraram pelo menos 10 vezes contra o carro do músico Evandro Costa, que vinha com sua família na Avenida João XXIII quando foi perseguido e alvejado com tiros pelos policiais da viatura.

Dois tiros acertaram sua filha. Um acertou o músico e outro o braço da esposa. Evandro foi atingido na cabeça e ficou com a bala alojada. A audição do cantor está comprometida e a família passa por necessidades. Segundo a assessoria da PM-PI a portaria foi suspensa para evitar polêmica sobre a competência de investigação do caso.

 

 

Sidebar Informações