Comissão de vereadores propõem soluções para problemas no Inthegra

Por: Rodrigo Antunes

Vereadores visitaram terminal do Parque Piauí na última quarta-feira e constataram alguns problemas no sistema de integração da zona sul da capital.

Comissão de vereadores propõem soluções para problemas no Inthegra População reclamou na primeira semana de Inthegra. Foto: ascom

A comissão de vereadores de Teresina que visitou o terminal de Integração do Parque Piauí, na última quarta-feira (21), elaborou um relatório com problemas e possíveis soluções para o novo sistema de integração do transporte público de Teresina, o Inthegra.

O documento, denominado “Sete Soluções do Povo de Teresina para Melhorar o Inthegra Teresina” será protocolado nesta segunda-feira (26), na Câmara Municipal de Teresina, Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito de Teresina (Strans) e Prefeitura de Teresina, nesta última, por meio de ofício.

Durante a visita da última quarta-feira (21), os vereadores Deolindo Moura (PT), Joaquim do Arroz (PRP) e Cida Santiago (PHS) vistoriaram o sistema Inthegra, fazendo o percurso do terminal do Parque Piauí até a Ceasa, e conversaram com os usuários do sistema, ouvindo críticas e sugestões.

De acordo com o vereador Deolindo Moura (PT), presidente da Comissão de Transportes da Câmara Municipal de Teresina, o documento, elaborado como forma de minuta, foi produzido tomando como base sugestões dos próprios usuários. “Após dialogar com a população de nossa cidade, não tenho dúvidas que os usuários do transporte coletivo de Teresina têm as melhores soluções para os problemas do recém-inaugurado sistema de transporte. Este documento reúne a opinião coletiva dos vereadores que participaram da visita e apresenta algumas soluções para que o Inthegra possa ser aperfeiçoado”, diz.

Dentre os problemas apontados no documento, os vereadores destacam a insuficiência da quantidade de veículos circulando pelo sistema de integração. “A maioria dos usuários reclamou da quantidade de ônibus, que, segundo eles, é insuficiente. Desse modo, nós pedimos um aumento na frota das linhas alimentadoras e troncais e a criação de linhas expressas por vias alternativas nos horários de pico”, explica Deolindo Moura.

Os vereadores também sugerem que a mudança na forma de acesso ao terminal, com a inclusão de catracas nas entradas para validar a passagem do usuário por via pedestre, a exemplo do que acontece nas principais estações de metrô do Brasil. “Nós acreditamos que isso vai diminuir o tempo de embarque dos passageiros no 2º ônibus, pois, da forma como acontece hoje, existe um tumulto muito grande dos usuários que se aglomeram na porta para passar o novamente o cartão, o que já foi feito no primeiro ônibus”, sugere Deolindo.

Outro problema colocado no relatório é a ausência de banheiros e bebedouros para uso dos usuários do sistema Inthegra. “Os terminais de integração possuem banheiros, mas para uso restrito dos funcionários. Nossa proposta é que o banheiro seja de uso também dos usuários e que sejam colocados bebedouros, assim como a implantação de um local para venda de lanches e bebidas não alcoólicas. Nós acreditamos que isso facilita a vida do usuário, que é obrigado a ficar por longos períodos de tempo aguardando o ônibus”, diz o parlamentar.

A minuta ainda coloca como problemas a falta de comunicação visual nos terminais, explicando os locais e horários onde os veículos vão parar, o excesso de pontos de ônibus em algumas vias, entre outros.

Com informações da ascom

 

 

Sidebar Informações