Fiscalização em barragens do Piauí é intensificada após tragédia de Brumadinho

Por: Francisca Pinto

De cada trabalho de vistoria, os engenheiros afirmam que, diante da atual situação, não há risco de rompimento

Fiscalização em barragens do Piauí é intensificada após tragédia de Brumadinho Foto: Ascom

O monitoramento das barragens que estão sob a responsabilidade do Estado é realizado com frequência e foi intensificado após o acidente ocorrido em Minas Gerais. A informação foi dada pelo diretor do Instituto de Desenvolvimento do Piauí (Idepi), Geraldo Magela.

No último domingo (27), a equipe de engenharia do Idepi, liderada pelo engenheiro Francisco Carvalho, percorreu a barragem de Bezerros, em José de Freitas. Na segunda-feira (28), foi feita vistoria nas barragens Emparedado e Corredores, em Campo Maior. Na terça (29), a equipe esteve analisando as barragens de Pedra Redonda, em Conceição de Canindé; e Mesa de Pedra, em Valença.

“As vistorias irão continuar, pois fazemos uma fiscalização permanente, em razão também do período chuvoso”, explica Geraldo Magela.

De cada trabalho de vistoria, os engenheiros afirmam que, diante da atual situação, não há risco de rompimento e que os "vazamentos" verificados por populares na barragem de Pedra Redonda, na realidade, são os Poços de Alívio do próprio Sistema de Drenagem que são projetados para aliviar a pressão hidráulica e estão funcionando perfeitamente.

“Há a necessidade de restauração do canal do Sangradouro e de reforço e proteção das fundações da ponte, serviços previstos no projeto de recuperação elaborado e em fase de licitação pelo Idepi”, adianta Magela.

 

Ccom

 

 

Sidebar Informações