Governo planeja fechar 402 agências do BB no país

Por: Rodrigo Antunes

Medidas também pretendem transformar 379 agências em postos de atendimento, encerrar 31 superintendências e incentivar a saída de 18 mil servidores.

Governo planeja fechar 402 agências do BB no país Banco do Brasil. Foto: REUTERS/Pilar Olivares

A alta cúpula do Banco do Brasil anunciou no último domingo (20) um plano redução de despesas. O anúncio gerou polêmica, pois o banco pretende incentivar a saída de 18 mil funcionários habilitados em troca de benefícios, além de fechamento de 402 agências, a transformação de 379 agências em postos de atendimento e o encerramento de 31 superintendências do banco em diversos municípios. 

O argumento dos diretores do banco e do governo é de que o plano pode gerar uma economia anual de R$ 3,798 bilhões.

O banco prevê uma redução de 9,3 mil vagas em sua estrutura. Caso a adesão ao plano de demissão incentivada seja muito superior a isso, e o banco avalie que seja necessário para garantir o atendimento, a instituição poderá fazer novas contratações.

Com a reorganização, 222 agências serão fechadas apenas no Estado de São Paulo e 137 agências serão transformadas em postos de atendimento.

De acordo com o presidente do banco, as mudanças estruturais que serão colocadas em prática fazem parte do plano da instituição de ampliar o atendimento digital. Para isso, o Banco do Brasil anunciou a abertura, já em 2017, de mais 255 unidades de atendimento digital, entre escritórios e agências digitais.

Segundo Caffarelli, em setembro de 2015, 59,3% das transações do banco foram feitas por internet banking ou mobile, acesso por celular. Esse percentual subiu para 67,2% em setembro de 2016.
Atualmente, informaram os executivos do Banco do Brasil, a instituição já tem 245 unidades de atendimento digital, que atendem 1,3 milhão de clientes. A expectativa é chegar no final de 2017 atendendo 4 milhões de clientes nessas unidades.

Com informações do G1

 

 

Sidebar Informações

Destaques