Homem invade hospital em Floriano e mata paciente

Por: Portal 45 Graus

A vítima identificada como Raul Marques de Santana estava internado por conta de uma tentativa de homicídio que sofreu

Homem invade hospital em Floriano e mata paciente Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano / Foto: Ascom/Sesapi

Na madrugada deste sábado(11), em Floriano, um homem identificado como Raul Marques de Santana, de 31 anos, foi assassinado dentro do Hospital Regional Tibério Nunes por um homem que invadiu o local e efeutou um tiro na cabeça da vítima. Raul morreu na hora.

Por volta de 4h da manhã, o suspeito do crime supostamente burlou o sistem de segurança e entrou no hospital. No momento, todos no hospitala dormiam, quando foram surpreendidos com o barulho de tiro. O autor dos disparos fugiu e ainda não foi identificado. 

Desde a última quarta-feira(08), a vítima estava internada no hospital por conta de uma tentativa de homicídio que sofreu na cidade de Avelino Lopes. De acordo com a polícia, Raul tinha passagem por tráfico de drogas e latrocínio. 

Segundo o Delegado Danilo, ainda não há uma linha de investigação sobre o motivo do homicídio. No entanto, a polícia acredita que possa ser uma execução e que também vai apurar se a vítima tem alguma ligação com a facção Primeiro Comando da Capital(PCC). 

A direção do hospital emitiu uma nota sobre o caso, afirmando que vai contribuir com as investigações. Veja a nota: 

Viemos através desta nota, informar que o paciente Raul Marques de Santana, 31 anos, deu entrada nesta rede hospitalar, oriundo da cidade  de Avelino Lopes. Raul, foi vítima de disparo de arma de fogo, sendo admitido pela equipe médica, onde   realizou dia(8), uma laparotomia exploradora devido perfurações em abdômen. Seguia no segundo dia de pós-operatorio em enfermaria quando na madrugada do dia (11), um elemento não identificado  invadiu à ala "A" e disparou um tiro na cabeça com morte imediata. Se evadindo do local do crime de forma planejada pelos fundos, fora do alcance da segurança do Hospital. Reafirmamos que a invasão não se deu por nenhuma das portas de acesso. Diante deste lamentável episódio, o Hospital Regional Tibério Nunes, se coloca à disposição para ajudar nas investigações e reafirma que está buscando deixar todo o hospital monitorado com câmeras 24h, além de organizar o fluxo de entrada e saída com pulseiras e lista nominal. Medidas que também foram adotadas em forma de proteção à vida dos nossos profissionais. Por fim, reafirmamos que não  mediremos esforços para que tudo seja esclarecido da melhor forma. 

 

 

Sidebar Informações

Destaques