Ministério da Saúde libera R$ 157,5 mil para ampliar SAMU no Piauí

Por: Francisca Pinto

Esses recursos serão destinados a 241 serviços, um total de 148 ambulâncias, oito motolâncias, dois aeromédicos, uma ambulancha e sete centrais de regulação

Ministério da Saúde libera R$ 157,5 mil para ampliar SAMU no Piauí Ambulância do Samu/Foto: Ascom PMT.

O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (11) que irá reforçar o atendimento de urgência e emergência em 155 municípios do país. Para o Piauí são 157,5 mil a mais por ano para custear serviços do SAMU 192. O anúncio foi feito pelo Ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Brasília.

Em todo país, serão mais R$ 33 milhões por ano para ampliar e qualificar o SAMU 192. Esses recursos serão destinados a 241 serviços, um total de 148 ambulâncias, oito motolâncias, dois aeromédicos, uma ambulancha e sete centrais de regulação. O anúncio foi feito pelo ministro Ricardo Barros, em Brasília.

O novo aporte garante o funcionamento de 57 serviços que ainda não recebiam custeio federal, sobrecarregando estados e municípios. Ao todo, serão habilitadas com o reforço 50 ambulâncias, cinco motolâncias, um aeromédico e uma central de regulação, um impacto de R$ 13 milhões por ano. Além disso, 118 serviços que já recebem verbas federais serão beneficiados com mais R$ 20 milhões anuais para ampliar e qualificar a rede do SAMU 192. Ao todo, 173 ambulâncias, 03 motolâncias, 01 aeromédico, 01 ambulancha e 06 Centrais de Regulação, localizados em 10 estados, passam a receber esses recursos.

“A partir de agora, esses municípios poderão contar com o apoio do governo federal para continuar oferecendo atendimento de qualidade à população. É importante ressaltar que, nesta gestão, todos os pedidos para habilitação e qualificação de SAMU e UPA 24hs dos municípios que entregaram a documentação exigida em Portaria foram atendidos. Nosso compromisso é ampliar e melhorar o atendimento da rede de urgência e emergência do país, beneficiando toda a população”, destacou o ministro da Saúde, Ricardo Barros, durante coletiva.

 

Frota renovada  

Na última semana, o governo federal entregou 225 novas ambulâncias para renovar a frota do SAMU 192 em todo país. A entrega foi feita em São Paulo pelo Presidente da República, Michel Temer, e o ministro da Saúde, Ricardo Barros. A nova remessa se soma aos 340 veículos já entregues no início do ano. Mais de R$ 1 bilhão são investidos para fortalecer o atendimento aos usuários do SUS. Ao todo, serão 2.249 ambulâncias para renovação e ampliação do SAMU 192. Com isso, 57% da frota será renovada.

Além da renovação, o Ministério da Saúde vai destinar outras 402 ambulâncias para expansão do SAMU 192. A medida beneficiará 134 municípios que ainda não possuem esse tipo de serviço. Com a expansão, a cobertura da população chegará a 84,1%, ou seja, 173 milhões de brasileiros.

Com o investimento estão sendo adquiridas 1.000 vans para transporte sanitário eletivo; 1.500 ambulâncias do SAMU 192 e 6.500 ambulâncias brancas - usadas no transporte de pacientes que necessitam de locomoção para os serviços de saúde, além de garantir o transporte de pacientes entre municípios e serviços de referência em outras cidades. Essa ação facilita o acesso a consultas, exames e internação para cirurgias eletivas, beneficiando diretamente milhões de pessoas em todo o Brasil.

O objetivo do SAMU, que funciona 24h por dia, é socorrer rapidamente pacientes com necessidade de serem levados a unidades que prestam serviços de urgência e emergência, como UPAs e hospitais, para atendimentos clínicos, cirúrgicos, obstétricos, entre outros, evitando sofrimento, sequelas ou até mesmo a morte da pessoa. O acionamento do SAMU se dá pela ligação gratuita à Central de Regulação de Urgências, por meio do número 192.

 

O SAMU

Atualmente, o SAMU atende 81,8% da população brasileira, atuando em 3.514 municípios. Em todo o País, o Ministério da Saúde já habilitou 3.255 unidades móveis, sendo 2.659 Unidades de Suporte Básico e 596 de Suporte Avançado. Além disso, o Brasil conta com 267 Motolâncias, 13 Equipes de Embarcação, 12 Equipes Aeromédicas e 191 centrais de regulação, com um investimento de R$ 714,7 milhões ao ano.

O acionamento do SAMU se dá pela ligação gratuita à Central de Regulação de Urgências, pelo número 192. A partir do atendimento, as equipes formadas por médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas são destacados para prestar o atendimento.

 

Com informações da Agência Saúde.

 

 

Sidebar Informações