Pablo Henrique disse ter tido amnésia alcoólica e confessa crime

Por: Portal 45 Graus

A informação foi dada por ele durante interrogatório na 1ª vara do Tribunal do Júri, em audiência de instrução e julgamento nesta sexta-feira(22)

Pablo Henrique disse ter tido amnésia alcoólica e confessa crime Pablo e Anuxa quando ainda namoravam / Foto: reprodução facebook

O empresário Pablo Henrique Campos, acusado de tentar assassinar a ex-namorada Anuxa Alencar e de matar a enfermeira Vanessa Carvalho, confessou o crime, alegando que teve amnésia alcóolica no dia que ele atropelou as duas jovens.

A informação foi dada por ele durante interrogatório na 1ª vara do Tribunal do Júri, em audiência de instrução e julgamento nesta sexta-feira(22). 

O acusado alegou ainda que só teve consciência do que aconteceu quando ele foi preso e levado à Central de Flagrantes de Teresina. 

Pablo informou em depoimento que estava embriagado e que um dos momentos que ele lembra é o da ex-namorada dançando com uma outra pessoa.

O acusado também falou que tem ciúme, mas não doentio, e que tem ciência do que fez. No entanto, ressaltou não lembrar, de fato, do atropelamento que ele cometeu. Ainda de acordo com Pablo, ele é diabético e em outras vezes já tinha tido amnésia alcoólica.

O delegado Diego Carvalho, que é irmão do noivo da festa de casamento onde Pablo, sua namorada Anuxa e a amiga Vanessa estavam na noite do crime, presenciou o ocorrido. Durante a audiência desta sexta(22), ele informou que Pablo seguia em linha reta, mas puxou o carro para a direita com o objetivo de atingir a ex namorada e a amiga dela.

A ex namorada do acusado, Anuxa Kelly, também esteve nesta sexta(22) na audiência. Ela relatou que teme por sua vida, caso Pablo seja solto. Anuxa também disse que ele tinha histórico de agressão, mas que nunca a agrediu fisicamente, só verbalmente. 

O Ministério Público pediu a expedição das cartas precatórias em 30 dias. Todo o processo desse caso vai ainda passar pelas alegações finais para que seja feita a decisão pelo julgamento no Tribunal do Júri.

Relembre o caso

Em setembro de 2019, Pablo Henrique atropelou, propositalmente, a então namorada Anuxa Melo, de 34 anos, e a amiga do casal, Vanessa Miranda, de 27 anos, que morreu. 

Pablo, que tem uma empresa de autopeças, jogou o carro contra as duas depois de uma celebração de casamento em que os três estavam, em Teresina.

Na saída, Pablo discutiu com a namorada por ciúmes dela e jogou o carro, um Jeep Renegade, contra ela e sua amiga. 

 

 

 

Sidebar Informações