Piauí completa duas semanas sem registrar mortes por Covid-19

Por: Veridiana Carvalho

Desde o início da pandemia, 7.735 pessoas perderam a vida para a Covid-19 no Piauí e 368.028 foram contaminados pelo vírus

A Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sesapi) está há 14 dias sem registrar mortes por complicações da Covid-19. Os números de casos da doença também apresentaram uma queda de 95% nas últimas duas semanas.

Para o secretário de Estado da Saúde, Neris Júnior, a vacinação foi a principal ferramenta no combate às mortes pelo Coronavírus. “A vacina foi de fundamental importância para que pessoas não fossem a óbito pela Covid-19. Mas não podemos esquecer que as ações do Governo do Piauí, desde o início da pandemia, foram essenciais para a preservação de muitas vidas em nosso Estado”, destaca o gestor.

Desde o início da pandemia, 7.735 pessoas perderam a vida para a Covid-19 no Piauí e 368.028 foram contaminados pelo vírus. Os óbitos e casos foram registrados nos 224 municípios piauienses. As internações de pacientes contaminados pelo vírus também apresentaram uma queda acentuada nas últimas duas semanas, estando 45 leitos destinados para a doença ocupados, sendo 26 pacientes internados em leitos clínicos, 13 em UTI’s e 06 em leitos de estabilização.

A vacinação contra a Covid-19, principal ferramenta no combate à doença, também segue avançando no Piauí. O Estado já conta com 100% de sua população vacinável (acima de 05 anos) com a primeira dose e 92,37% com a segunda dose. O reforço também já foi aplicado em 63,68% desse grupo. Porém o secretário lembra da necessidade da população retornar aos postos de vacina e reforçar sua proteção contra o vírus.

“Desde o início da campanha de imunização contra a Covid-19 contamos com a ajuda do povo piauiense. E hoje pedimos para quem já completou o prazo para tomar sua dose de reforço, que vá ao posto de saúde mais próximo e aumente sua imunidade contra a Covid-19, com sua terceira dose. E, ao público acima de 60 anos e profissionais da saúde que voltem no prazo de quatro meses após a terceira dose para tomar a quarta dose. Assim conseguiremos eliminar de vez a pandemia do nosso Estado”, lembra Néris Júnior.

 

 

 

Sidebar Informações