Piauí envia policiais para ajudar a conter violência no Ceará

Por: Francisca Pinto

até esta terça-feira (8), mais 20 policiais militares, com viaturas e armas, seguiram para Fortaleza para somar às forças de todo o Brasil

Piauí envia policiais para ajudar a conter violência no Ceará Foto: Ascom

Para reforçar o combate às ações e atos criminosos, o Piauí enviou agentes penitenciários para o vizinho estado do Ceará e até esta terça-feira (8), mais 20 policiais militares, com viaturas e armas, seguiram para Fortaleza para somar às forças de todo o Brasil no combate aos atos violentos que ocorrem na capital e interior do Ceará.

O secretário de Segurança Pública, coronel Rubens da Silva Pereira, explica que o Piauí integra o Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Regional do Nordeste, que tem sede em Fortaleza, além de ter serviço próprio de inteligência. Segundo o gestor, o Piauí é solidário ao governo cearense e fará o possível para dar suporte e ajudar a trazer a normalidade ao estado vizinho. “Fazemos levantamento e não há risco do desencadeamento dessas ações para outros estados”, explica o militar.

Além do envio do contingente ao Ceará, o secretário informa que as forças de segurança do Piauí seguem com suas operações normais na capital e no interior, empenhadas no combate à violência no Estado.

 

Centro Integrado

O Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública Regional do Nordeste (CIISPR) foi inaugurado em dezembro de 2018 e é composto por policiais civis e militares de todos os estados nordestinos. Também fazem parte instituições especializadas no combate às organizações criminosas, como o Ministério Público e o Poder Judiciário. O objetivo é trocar informações estratégicas e sensíveis na área da segurança pública a fim de facilitar o combate ao crime organizado.

 

Ccom

 

 

Sidebar Informações