Polícia prende estelionatários e impede golpe de R$ 46 mil

Por: Francisca Pinto

Os presos foram identificados como Tonildo Pereira de Sousa, Alex Miguel de Jesus e Vladimir Moreira dos Santos e foram presos no Hospital Santa Maria, no Centr

Polícia prende estelionatários e impede golpe de R$ 46 mil Estelionato/Foto: Polícia Civil

A Polícia Civil do Piauí (PC), por meio do 1°Distrito Policial, prendeu na tarde desta sexta-feira  (14), três homens acusados de estelionato em Teresina. De acordo com a polícia, a organização criminosa interestadual relatava as vítimas que seriam servidores da Receita com o intuito de revender produtos apreendidos pelo órgão ou da Secretaria de Fazenda do Estado.

Na ação de hoje, a equipe de investigação do 1°DP conseguiu abortar uma tentativa de estelionato de R$ 46 mil. Os três são do Mato Grosso do Sul e, se passando por fiscais da Sefaz, tentavam vender 40 ar condicionados.

“Essas pessoas agiam se passando por fiscais da Secretaria de Fazenda, eles são do Mato Grosso do Sul e se passavam por funcionários e diziam que a secretaria tinha feito apreensão de 40 ar condicionado e que não tinham mais espaço no depósito queriam vender. Eles entravam em contato com as empresas e, em uma delas, o dono colocou a filha para negociar com os acusados. Nessa conversa ela desconfiou e procurou o 1º DP e assim acompanhamos toda a transação, explicou o policial Cleomar, lotado no 1º DP.

Material apreendido/Foto: Polícia Civil

Os presos foram identificados como Tonildo Pereira de Sousa, Alex Miguel de Jesus e Vladimir Moreira dos Santos e foram presos no Hospital Santa Maria, no Centro de Teresina.

O policial contou que os acusados estavam munidos de documento com o timbre da secretaria. “Acompanhamos ela (vítima) até a SEFAZ e foi apresentado um documento com timbre da fazenda, logo após eles informaram que tinham pedido emprestado o deposito de um supermercado na Barão, chegando lá tinha outro comparsa se passando por gerente do carvalho, após conversa seguiram para o Hospital Santa Maria, no Centro, onde seria realizado o pagamento de R$ 30 mil de entrada para um médico e ficava para a vítima pagar mais duas parcelas de 8 mil. Mediante o pagamento da entrada eles mandariam os ar condicionados para a empresa em Parnaíba”, explicou.

O policial Cleomar ainda acrescentou que o trio confessou já ter realizado outros dois golpes em Teresina, um de venda de pneus, de R$ 40 mil, e outro de bebidas, R$ 18 mil. Os acusados foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Teresina e autuados em flagrante.

              

 

 

 

Sidebar Informações