Policiais do Piauí são presos suspeitos de envolvimento em ações criminosas

Por: Portal 45 Graus

Ao todo são 16 investigados na operação Dictum, deflagrada nesta segunda-feira(02) pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GREGO)

Policiais do Piauí são presos suspeitos de envolvimento em ações criminosas Operação Dictum realizado pelo GRECO / Foto: Yala Sena

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (GREGO) da Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) deflagou, nesta segunda-feira (02), a “Operação Dictum” contra uma organização criminosa formada por policiais militares e civis do Piauí. O nome faz referência à "Limpeza", em latim. 

Ao todo são 16 investigados na operação e 13 desses já foram presos. Três estão foragidos e outros três suspeitos, que não eram policiais, foram detidos também por estarem envolvidos nas ações criminosas. 

Assassinatos, associação criminosa, roubo de carga, extorsão, tráfico de drogas e comércio ilegal de arma de fogo estão entre os crimes supostamente praticados por eles. As investigações iniciaram em dezembro de 2018 e teve participação de várias frentes que integram as forças de segurança do Estado. 

De acordo com o delegado do Greco, Gustavo Jung, um inquérito de 227 páginas reúne material comprobatório para indiciar todos os investigados. Em entrevista para a TV Cidade Verde, Gustavo Jung relatou ainda valores que os suspeitos recebiam para praticar crimes. "Alguns dos envolvidos cobravam de 20 a 30 mil reais para executar. Dois casos desses foram concretizados", informou o delegado. 

Os envolvidos presos são: Genildo Vieira da Silva; Francisco das Chagas Lima Trindade; Helido Cunha de Sousa; Bruno Costa de Oliveira; Antônio Lopes Rosa; Rafael dos Santos Leal; Marcelo Ribeiro Rocha; Percyvall de Oliveira Ferreira; Lourival Ferreira de Carvalho Neto; Ellisson Costa Vieira; Wanderley Rodrigues da Silva, vulgo W.Silva; Erasmo de Morais Furtado e José Afonso Santos e Silva. 

 

 

Sidebar Informações