Réveillon: atendimento de vítimas de agressão por arma branca aumenta 30% no HUT

Por: Francisca Pinto

Com relação ao natal deste ano o aumento foi ainda maior: 150%, quando foram atendidas 12 pessoas vítimas de arma branca.

Réveillon: atendimento de vítimas de agressão por arma branca aumenta 30% no HUT Foto: reprodução Google Maps

Os atendimentos às vítimas de agressão física continuam aumentando durante os feriados prolongados e períodos festivos no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Nesse réveillon o aumento que chamou atenção foi com relação aos atendimentos às vítimas de agressão por arma branca. Foram realizados 30 atendimentos.

Quando comparado com o mesmo período do ano passado esse número representa um aumento de 30%. Com relação ao natal deste ano o aumento foi ainda maior: 150%, quando foram atendidas 12 pessoas vítimas de arma branca.

No total, o HUT realizou no réveillon 550 atendimentos e 134 cirurgias. Ainda com relação às vítimas de agressão física o HUT atendeu também quatro vítimas de arma de fogo e 11 por espancamento. Dentre os acidentados de trânsito foram atendidos: 129 vítimas de acidentes com moto, nove com carro e nove atropelamentos.

O diretor geral do HUT, Gilberto Albuquerque, explicou que esse aumento com relação às agressões físicas tem preocupado bastante, pois são pacientes graves, que já chegam com risco iminente de morte. “Esses pacientes necessitam de um atendimento especializado e urgente, pois a maioria chega ao hospital com lesões graves que necessitam de intervenção cirúrgica. Só hospital do porte do HUT têm condições de oferecer o suporte adequado a esses pacientes”, ressaltou o diretor.

Somente em 2017 foram atendidas 2.826 pessoas vítimas de agressão física, dentre as quais 1.385 foram vítimas de arma branca, 815 arma de fogo, 514 espancamentos e 112 outros meios. “Podemos verificar que dentre as agressões físicas a arma branca representa quase 50% do atendimento. E o que está nos chamando mais a atenção é que esse número está aumentando a cada ano”, alerta Gilberto Albuquerque.

 

Com informações do PMT.

 

 

Sidebar Informações