Açude Novo em recuperação, mas Barragem do Bezerro ainda espera por obras

José de Freitas sofreu com as chuvas ano passado, mas recebeu promessa de 16 milhões para recuperação da Barragem do Bezerro

Açude Novo em recuperação, mas Barragem do Bezerro ainda espera por obras Retirada de aguapés e limpeza da orla no Açude Novo/Foto: Ascom

Enquanto as obras da Barragem do Bezerro, que dependem de recursos federais ou estaduais, não se iniciam a Prefeitura de José de Freitas está trabalhando na recuperação do açude novo. A primeira ação é a recuperação do açude na sequencia é a vez da despoluição. Um trabalho fundamental para a recuperação é a retirada dos aguapés do açude com uso de redes, assim como a limpeza externa das margens da bacia hidráulica.

O açude novo já foi atração turística em José de Freitas, o local era frequentado por pessoas do município e de cidades vizinhas. A última reforma foi no Governo Freitas Neto.

Mas, e as obras na Barragem do Bezerro?

Esta obra é essencial por questões de segurança, além dos aspectos ambiental, turístico e econômico. Após o rompimento da Barragem do Bezerro em abril de 2018, Governo do Estado e Prefeitura realizaram ações emergenciais para evitar um desastre de grandes proporções. Na ocasião, um desvio no curso das águas ainda chegou a inundar parte dos municípios de Barras e Cabeceiras.

 

Barragem do Bezerro rompeu em 2018

 

No final do ano passado, o Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI) chegou a anunciar reformas na Barragem do Bezerro para janeiro de 2019. O órgão enviou projeto para o Ministério da Integração Nacional, mas até o final do ano não havia resposta do Governo Federal.

Na última sexta feira do ano passado, 29 de dezembro, o Senador Ciro Nogueira anunciou 40 milhões em recursos para recuperação de quatro barragens no Piauí. Entre elas, a Barragem do Bezerro em José de Freitas que receberia R$ 16.088.099,46.

De acordo com o Senador, a reforma das barragens é uma das prioridades do governador Wellington Dias e a busca por recursos foi uma missão dada por ele ao Senador. O Senador Ciro nogueira declarou que “com o aumento dos níveis de água, grandes inundações colocam em risco a vida da população ribeirinha, ameaçando também a agropecuária e as redes viárias. Os prejuízos socioambientais e econômicos podem ser altos e, por isso, a liberação dos recursos é tão importante”, avaliou o senador.

 

 

 

 

Sidebar Informações