Conteúdo principal da notícia

Escutec aponta vitória de Edvan Brandão na eleição de Bacabal

Escutec aponta vitória de Edvan Brandão na eleição de Bacabal

Pesquisa Escutec realizada em Bacabal mostra que, se fosse hoje, a eleição suplementar para prefeito seria vencida pelo atual presidente da Câmara e prefeito interino, Edvan Brandão (PSC). Ele aparece com 50% das intenções de voto, contra 33% de César Brito (PPS).

Na sequência aparecem Luisinho Padeiro (5%), Giselle Veloso (3%) e Professor Maninho (15). Dos entrevistados, 5% disseram não votar em nenhum deles e outros 3% ainda não sabem em quem votar, ou não responderam.

O instituto Escutec ouviu 400 eleitores, entre os dias 28 e 30 de setembro. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número MA-05523/2016, com margem de erro de 5 pontos percentuais, para mais ou para menos, e intervalo de confiança de 95%.

Cassação - A eleição suplementar de Bacabal ocorrerá no dia 28 de outubro, data do 2º turno das eleições gerais em todo o país e foi autorizada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em julho deste ano.

Segundo o presidente do TRE-MA, desembargador Ricardo Duailibe, a escolha da data visa a garantir economia aos cofres públicos. “Ela [eleição na data do 2º turno] garante economia de custos por aproveitar toda a logística utilizada no 1º turno das eleições 2018”, explicou.

Uma nova eleição para os cargos ocorrerá devido à manutenção, pelo TSE, do reconhecimento da inelegibilidade de José Vieira Lins, eleito prefeito de Bacabal em 2016.

Vieira obteve 20.671 votos em 2016 – contra 18.330 do deputado estadual Roberto Costa (MDB) -, mas teve o registro de candidatura indeferido pela juíza Daniela de Jesus Bonfim Ferreira, então titular da 13ª Zona Eleitoral.

O líder político está com os direitos políticos suspensos porque foi condenado por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito. A condenação, pelo Tribunal de Justiça do Maranhão antes da eleição de 2016, foi confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em 2017, o que ocasionou a cassação do, agora, ex-prefeito.

 

Fonte: Imirante/Jornal O Estado - MA

Compartilhe:

Sidebar Informações

Destaques