Mutirões atendem 250 pessoas em um dia em Oeiras

Por: Rodrigo Antunes

Hospital Regional realizou dois mutirões simultâneos para realização de cirurgias.

Mutirões atendem 250 pessoas em um dia em Oeiras Secretário durante visita ao Hospital de Oeiras. Foto: CCOM

Com a realização de dois mutirões simultaneos, o Hospital Regional Deolindo Couto, de Oeiras, realizou cerca de 250 atendimentos somente no último sábado (25).

Os mutirões foram o de Cirurgias Eletivas e o de Cirurgias de Varizes, realizados pela Secretaria de Estado da Saúde. As ações atenderam pacientes de toda a região Território Vale do Canindé. 

“É gratificante ver que as ações da Secretaria de Estado da Saúde estão melhorado a vida e autoestima das pessoas”, diz Florentino Neto, que visitou a unidade hospitalar neste sábado, 25, verificando o funcionamento da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. 

Os atendimentos ocorreram de forma simultânea, sendo que 100 pacientes foram avaliados no pós-operatório da primeira fase da remoção de varizes. A técnica utilizada para as intervenções cirúrgicas consistiu na aplicação de espuma formada a partir do contado do líquido polidocanol com o ar “que aplicado de forma correta dentro do vaso sanguíneo promove o fechamento, diminuição e desaparecimento do vaso”, explica o médico responsável pelo procedimento, Lázaro Laignier. 

O mutirão proporcionou que Tereza Camarço (69) e Elizabeth Carmarço (39), mãe e filha, pudessem tratar das constantes dores que sentiam por conta do problema hereditário. “Eu consigo cuidar das minhas plantas agora, caminhar na rua que já não conseguia mais porque sentia dores muito fortes, tudo melhorou depois quer as dores diminuíram”, revela a aposentada. 

Essa técnica passou a ser ofertada recentemente no Brasil pelo Sistema Único de Saúde recentemente, No Piauí, o serviço é oferecido no sul do Estado, com a sistemática da rapidez e abrangência de mutirões. O tratamento é feito por um angiologista e um cirurgião vascular. Os resultados são imediatos e não há necessidade de internação do paciente, como ocorre com o método tradicional.

Cirurgias Eletivas
Em mais uma etapa do Mutirão de Cirurgias Eletivas, o Hospital realizou 50 cirurgias esta semana, dentre elas ginecológicas, ortopédicas, pediátricas e gerais. Além disso, neste sábado, 25, fez a triagem ambulatorial em 100 pacientes, para a realização dos procedimentos na próxima etapa que se inicia no dia 1º de dezembro.  Segundo o diretor do Hospital, Alípio Sady, a meta é que até o final do ano sejam feitas 350 cirurgias eletivas em Oeiras. 

Até o final do ano, a meta da Secretaria de Estado da Saúde é atender 2.000 pessoas pelo Mutirão de Cirurgias Eletivas, contemplando os 224 municípios. Ao todo, serão investidos mais de R$3,8 milhões para procedimentos cirúrgicos em diversas áreas.

Com informações da CCOM

 

 

Sidebar Informações