Ministro da Saúde anuncia investimento de R$ 30 milhões para Parnaíba

Por: Francisca Pinto

O gestor também anunciou a aquisição de dois conjuntos de aceleradores lineares, equipamentos utilizados no tratamento contra o câncer

Ministro da Saúde anuncia investimento de R$ 30 milhões para Parnaíba HEDA/Foto: Google Maps

Inaugurado ainda no início da década de 90, o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (Heda), em Parnaíba, vem ampliando a capacidade de atendimento. Inicialmente projetado para atender a população de 10 municípios da Planície Litorânea, hoje o hospital é porta aberta para cerca de 30 municípios do Piauí e estados vizinhos do Maranhão e Ceará.

Durante solenidade, nesta sexta-feira (8), o ministro da Saúde, Ricardo Barros, anunciou investimentos na ordem de R$30 milhões para dar continuidade à reforma e ampliação do hospital. O gestor também anunciou a aquisição de dois conjuntos de aceleradores lineares, equipamentos utilizados no tratamento contra o câncer, que serão instalados, um em Parnaíba, no Hospital Marques Bastos, instituição credenciada pelo SUS, e outro no Hospital Universitário (HU), em Teresina.

“Hoje anunciamos aqui investimentos para a reforma e ampliação de um novo hospital, recurso que só foi possível graças à austeridade, a economia que temos feito no Ministério da Saúde. Conseguimos economizar 4,5 bilhões, e isso permitiu atender projetos como esse. Esses recursos economizados serão reinvestidos”, afirma o ministro.

O secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, destacou a importância das parcerias com a bancada federal do Piauí, que tem trazido os investimentos para ampliar a saúde em todo o estado, lembrou o crescimento da demanda do hospital de Parnaíba e informou que a secretaria vai continuar com os mutirões de cirurgias eletivas para atingir a meta de dois mil pacientes atendidos. 

“Senhor ministro, apesar dos esforços e da realização de projetos como esse de mutirão de cirurgias eletivas, que temos atingido todas as nossas metas, mas ainda temos uma fila de mais de 7 mil pessoas na espera por uma cirurgia de catarata, já temos parte do recurso, mas precisamos de seu apoio para zerarmos essa fila, esse é nosso objetivo em 2018”, falou Florentino.  

Na oportunidade, foi inaugurada a agência transfusional, nas dependências do próprio hospital, e um novo centro cirúrgico, que garantirá maior agilidade e segurança na realização das cirurgias, especialmente na especialidade buco-maxilo (trata pacientes vítimas de traumas de face) que antes eram encaminhados para hospitais em Teresina, e que agora será possível realizar as cirurgias no próprio hospital. Para a aquisição das mesas e focos cirúrgicos, foram investidos recursos na ordem de meio milhão de reais.

Para a governadora em exercício Margarete Coelho, os investimentos fortalecem a descentralização dos serviços de saúde, evitando que o paciente seja transferido para Teresina em busca de tratamento. “Com os investimentos no Heda, teremos quantidade de cirurgias eletivas ampliada, um reforço considerável na urgência e emergência e ampliamos o atendimento em especialidade como buco-maxilo-facial, evitando, em muitos casos, o envio do paciente para Teresina”, avalia a gestora.

A solenidade contou com a participação de senadores, parlamentares federais e estaduais, e ainda prefeitos.

 

Aceleradores lineares

O ministro da saúde e o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, também anunciaram a aquisição de mais dois aceleradores lineares, um para ampliar o atendimento oncológico no hospital Marques Bastos, em Parnaíba, e outro destinado ao Hospital Universitário em Teresina.

Os aceleradores lineares são equipamentos utilizados em uma modalidade do tratamento do câncer, que é a radioterapia. É um aparelho que gera uma forma de radiação por meio de corrente elétrica, e o aparelho direciona para área que se deseja tratar, promovendo a destruição do tecido comprometido pela doença.

A instalação dos novos equipamentos permitirá mais avanços no tratamento contra o câncer, fortalecendo a rede de atenção nos territórios da Planície Litorânea e dos Cocais. 

 

Agência Transfusional

Em sua rotina normal, o Hospital Estadual de Dirceu Arcoverde realiza cerca de 120 cirurgias por mês, essa quantidade sofre um aumento considerável quando da realização dos mutirões de cirurgias eletivas, projeto que vem sendo desenvolvido pela Secretaria da Saúde. Todos esses procedimentos exigem da unidade uma hemodinâmica capaz de atender com agilidade aos pacientes.

De acordo com o diretor do Hemopi, Jurandir Martins, a agência transfusional que atendia ao Heda ficava distante do hospital, o que dificultava o atendimento ao paciente durante os procedimentos. “Antes, entre o processo de realização dos testes e o transporte das bolsas de sangue, demoravam até quatro horas, por conta do distanciamento. Agora, com a agência dentro do hospital, tudo isso pode ser realizado em questões de minutos, sem prejuízo para segurança do paciente e garante um atendimento com muito mais celeridade dentro do centro cirúrgico”, avalia o gestor.

 

 

Sidebar Informações