Pedro II poderá perder área para o estado do Ceará

Por: Sucursal em Pedro II-PI e Lagoa de S. Francisco-PI

Resultado da Comissão de Estudos Territoriais (CETE) de 2009 apresenta relatório que favorecem a área de litigio para o estado do Ceará

Pedro II poderá perder área para o estado do Ceará centro da cidade de Pedro II (foto: redação 45Graus Pedro II)

Na última segunda-feira (4), na Assembléia Legislativa do Piaui foi aprovado um requerimento do deputado Marden Menezes (PSDB) para formar uma comissão de acompanhamento do processo de litígio entre o Piauí e o Ceará. O parlamentar defendeu seu requerimento e pediu atenção da Alepi para a situação das cidades envolvidas no Norte do estado.

No ano de 2009 a Comissão de Estudos Territoriais (CETE) fez um estudo sobre os litígios territoriais entre os dois estados. O estudo envolveu cidades como Cocal, Cocal dos Alves, Pedro II e Domingos Mourão.

O deputado também alertou que o Piauí vai ser prejudicado se a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito do litígio territorial for favorável ao Ceará, o que provocaria, segundo ele, a redução da área estadual que abrange os municípios de Buriti dos Montes, Cocal, Cocal dos Alves e Pedro II, um dos principais pontos turísticos do estado do Piauí.

“[...] da maneira como está tramitando o processo junto ao STF, o Piauí poderá perder uma faixa extensa de terra. É primordial que formemos uma comissão de deputados para defender o Piauí. Principalmente porque a pesquisa feita pelo IBGE tem dados que favorecem o Estado do Ceará”, disse Marden Menezes.

 

Entenda o caso:

Desde o inicio do Século XIX, pendura o litigio entre o Piauí e o Ceará. O limite entre os dois estados nunca de fato foram demarcados, mesmo com a existência do Decreto Geral nº 3.012, de 22 de novembro de 1880, determinando que houvesse uma “troca” na qual o Piauí restabeleceria a totalidade de seu litoral e o Ceará incorporaria os municípios de Crateús e Independência.

Em Pedro II, uma faixa de terra próximo a fronteira com o estado do Ceará está na questão. 

 

 

 

Tópico: Pedro II

Sidebar Informações