Evaldo Gomes diz que Robert o ameaçou durante sessão na CCJ

Por: Francisca Pinto

“Todo mundo presenciou aqui onde ele disse que iria me agredir, esbofetear e eu não levo isso em consideração, só acho que não precisava disso", disse Evaldo.

Evaldo Gomes diz que Robert o ameaçou durante sessão na CCJ Evaldo Gomes/Foto: Francisca Pinto/45Graus

O deputado estado Evaldo Gomes (PTC) disse a imprensa que foi ameaçado pelo deputado Robert Rios (PDT), durante a discussão do projeto do Governo do Estado que prevê o aumento das alíquotas de ICMS de alguns serviços na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Alepi, nesta terça-feira (24).

Leia também: Deputados batem boca em discussão de projeto que aumenta ICMS

“Todo mundo presenciou aqui onde ele disse que iria me agredir, esbofetear e eu não levo isso em consideração, só acho que não precisava disso.  Fui aqui ameaçado de ser espancado, ameaçado, fui xingado as pessoas que tiveram aqui de ambos os lados, mesmo defendendo ou contra o projeto viram a agressão e ameaça de me esbofetear. Então eu acho que esse tipo de atitude não cabe bem ao parlamento”, disse.

Leia também: Após confusão, votação de projeto que aumenta impostos é suspensa na CCJ

Discussão/Foto: Francisca Pinto/45Graus

De acordo com Evaldo, o posicionamento de Robert, durante a sessão foi agressivo e desrespeitoso com os colegas da Casa e afirmou também que a sua função a frente da CCJ é de condução dos projetos recebidos.

“A democracia permite o debate e a discussão, agora a democracia permite também o respeito. Infelizmente nós tivemos na reunião da comissão, onde fomos agredidos com palavras e xingamentos. Ele foi agressivo, desrespeitoso, agride amigos e colegas, aqui é uma discussão democrática, em nenhum momento eu disse que iria ser favorável ou contra, agora eu, como presidente da comissão, tenho de conduzir os trabalhos, em nenhum momento, nesse debate, eu disse quem teria de votar sim ou não o projeto, exerço meu papel enquanto presidente para que a maioria da comissão possa definir, mas o que a gente viu aqui foram agressões xingamentos, ofensas e eu não vou entrar nesse tipo de jogo”, afirmou.

 Robert Rios (PDT)/Foto: Francisca Pinto/45Graus

Evaldo também esclareceu que não se intimidará com essa atitude do deputado Robert e afirmou acreditar na democracia. “Eu acredito na democracia da maioria, agora não vou me intimidar, eu como presidente dessa comissão vou conduzir as coisas como devem ser conduzidas, ouvindo meus pares, agora sem manobras e sem ameaças”, finalizou.

 

 

Sidebar Informações