Primeira-Dama de Bertolínia vai cumprir prisão domiciliar

Por: Portal 45 Graus

A decisão foi proferida pelo desembargador Edvaldo Moura, do Tribunal de Justiça do Piauí, que acatou o pedido impetrado pela defesa para converter a prisão

Primeira-Dama de Bertolínia vai cumprir prisão domiciliar Foto: Reprodução

A primeira-dama do município de Bertolínia, Ringlasia Lino Pereira dos Santos, ficará em prisão domiciliar a partir desta sexta-feira(06).

A decisão foi proferida pelo desembargador Edvaldo Moura, do Tribunal de Justiça do Piauí, que acatou o pedido impetrado pela defesa para converter a prisão temporária de Ringlasia.   

A decisão levou em conta o fato de a primeira-dama ser mãe de duas crianças, com uma delas tendo necessidades especiais.

Para manter essa conversão em prisão domiciliar, medidas cautelares terão que ser cumpridas por Risaglia. Ela não poderá manter contato com os demais investigados na ação, tem que se manter à disposição da Justiça e ainda não poderá sair de Bertolínia, comarca onde corre o processo.  

A primeira-dama foi foi presa na Operação Bacuri, no dia 02 de dezembro, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público. 

Além dela, também foram presos o prefeito de Bertolínia e maria de Risaglia, Luciano Fonseca, e os pais deles, Aluízio José de Sousa e Eliane Maria Alves. 

A operação foi deflagrada contra o uso de bens públicos para pagamento de dívidas pessoais do prefeito e também o desvio de recursos do município de Bertolínia.

A primeira-dama esteve à frente de algumas secretarias municipais ao longo do mandato de Luciano, e a partir disso, ela teria recebido valores altos em suas contas como parte do esquema de desvio de verbas públicas. 

Já mãe do prefeito, também presa, tinha sido nomeada secretária de Saúde da cidade e, durante a sua gestão, movimentou mais de R$ 5 milhões na sua conta desde 2013, época em que Luciano Fonseca tornou-se prefeito do município.  

 

 

 

 

Sidebar Informações

Destaques