R. Silva diz que reajuste a polícia foi dado sem 'consentimento'

Por: Rodrigo Antunes

Vereador diz que aumento real para policiais do estado será de menos de R$ 150,00.

R. Silva diz que reajuste a polícia foi dado sem 'consentimento' Vereador R.Silva. Foto: Ascom

Em sessão ordinária da Câmara Municipal de Teresina, o vereador R. Silva (PP) criticou o reajuste salarial concedido pelo Governo do Estado a todas as categorias do sistema de Segurança Pública.

O aumento salarial de 6,29% começa a valer a partir do mês de maio. O reajuste para cabos e soldados não chegará a R$150,00.

De acordo com o vereador, a medida não tem o consentimento das associações da Polícia Militar do Piauí.

“O governo está devendo a inflação de 2015, que passa de 10%, e a inflação de 2016. As associações da Polícia Militar e dos Bombeiros não foram ouvidas. O último aumento que tivemos foi concedido durante o governo de Wilson Martins e ultrapassou 25%. Portanto, nossa luta por melhores salários vai continuar e bem mais forte”, afirma.

No mês de março, o vereador R. Silva, e representantes de entidades militares e dos bombeiros, estiveram reunidos com o secretário de Segurança, Fábio Abreu, e o secretário da Administração e Previdência, Franzé Silva, para discutir a proposta de reajuste salarial da categoria. Os policiais militares solicitam equiparar os salários da ativa da reserva e pensionistas aos vencimentos dos policiais civis.

“A política de Segurança Pública do Governo do Estado é danosa para a Polícia Militar e para o povo do nosso Estado porque fomenta a violência. Nenhum governo foi tão ruim para a Segurança Pública, no âmbito salarial, como o governo atual”, critica R. Silva.

Com informações da Ascom

 

 

Sidebar Informações