TRE condena coligação de Wellington por veicular propaganda falsa

Por: Rodrigo Antunes

Na TV, coligação afirma que estado do Piauí não possui dívidas com a União e é contestado em relatório da Secretaria do Tesouro Nacional.

TRE condena coligação de Wellington por veicular propaganda falsa Governador Wellington Dias. Foto: reprodução

A coligação do candidato a reeleição do governo do estado, Wellington Dias (PT) foi condenada pela Justiça Eleitoral por veicular informação inverídica na propaganda eleitoral gratuita na televisão.

O pedido de liminar é foi feito pela coligação ‘Resistência pelo Piauí’, que tem o candidato Elmano Férrer (Podemos) à frente, e foi acatado pelo juiz auxiliar do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI), Raimundo Holland Moura de Queiroz.

Na peça, a coligação de oposição afirma que a propaganda informou que o estado do Piauí não tinha dívida com a União, fato contestado com prova de que o Piauí até junho de 2018 possuía dívida de mais de R$ 205 milhões com o Tesouro Nacional.

Em um relatório da Secretaria do Tesouro Nacional também ficou constatado que o Piauí encontra-se impossibilitado de realizar novos empréstimos com garantia da União, por conta da inadimplência do estado.

A coligação do petista foi condenada a retirar a veiculação da propaganda na televisão e está sujeita a multa de R$ 1 mil por dia com limite de R$ 50 mil. A equipe do governador tem um prazo de um dia para que a coligação Vitória com a Força do Povo.

 

 

Sidebar Informações