Descubra se você está sendo traída!!

Por: Veridiana Carvalho

Descubra se você está sendo traída!!

Leia atentamente e descubra se as suas desconfianças podem ter sentido ou se são coisas da sua imaginação!!!! 

Ao pesquisar o assunto entre casais e literatura especializada vimos que existem, sim, alguns sinais de que alguém não está se comportando como devia na relação e conseguimos relacionar os 10 mais comuns:  

Nunca há ligações recebidas ou feitas no celular do parceiro/parceira: apagar rastros é necessário para quem trai, mas não manter as mesmas condições de pressão e temperatura de tempos normais vai criar mais desconfiança que aliviar a barra. Uma pessoa com o celular “limpo” o tempo todo ou é antissocial demais ou está aprontando alguma coisa.  

Mudanças radicais de horário: se seu parceiro/parceira passa a fazer mais horas extras que convencional, as viagens e jantares de negócios aumentam e de repente ele ou ela começa a fazer cursos no meio da semana, isso significa que finalmente está crescendo um interesse no crescimento profissional. Se o curso não tem apostila ou material, o ramal nunca é atendido depois das 18h e nas viagens de negócios o celular não dava sinal, comece a desconfiar.  

Horas acordado na frente do computador: traições virtuais também contam e salas de chats e mensageiros eletrônicos são ótimos locais para inocentes encontros. Fique alerta se toda noite é só você ir se deitar para seu parceiro/parceira correr para o computador. 

Ele/Ela se distancia de sua família: isso faz parte do remorso do traidor já que quanto menos estiver envolvido no mundo do parceiro, menor culpa vai sentir. E não só a família do parceiro é abandonada. Os amigos também. Mesmo porque eles notam quando algo está errado.  

“Papos-Cabeça” sobre códigos morais: esse é muito divertido. Se um dos dois começa a trazer assuntos polêmicos, como monogamia ser superestimada ou qual o sentido da expressão “eu te amo”, é sinal de que está precisando de alguma atenuante para o caso de ser descoberto fazendo algo que não devia.  

Reações inusitadas a bons tratos: quando o parceiro(a) começa a agir estranhamente (se fecha, fica triste, etc) quando você faz algo bacana, gentil ou romântico é hora de promover uma DR. O traído é supostamente a pessoa que está transformando a vida do outro num inferno (daí a traição) e ao fazer algo legal, provoca o famoso sentimento de culpa no traidor e o força a repensar suas atitudes.  

Montanha-russa de brigas: quando alguém decide trair, quer automaticamente sustentar suas atitudes criminalizando o outro, e dá-lhe inventar motivos para uma discussão idiota para poder justificar a fuga da relação. O inverso porém, também pode acontecer. Assuntos que antes eram polêmicos ou cobranças que eram feitas, de repente deixam de ser, e aí coisa pode estar pegando. 

Acusações sem sentido: geralmente quando um parceiro constantemente faz acusações sem provas de que o outro o está traindo, provavelmente está projetando as suas próprias atitudes. O ato de trair é mais facilmente suportado que seu “dia seguinte” e a possibilidade de se ver na mesma situação que seu parceiro assombra. 

Longas saídas para coisas rápidas: essa é ótima para casados. Quando o parceiro ou parceira começa a ficar extremamente solícito para realizar pequenas coisas fora de casa como ir ao mercado, levar o cachorro para passear, comprar cigarros e demora muito mais tempo do que deveria, então aí tem. É o momento perfeito para usar o celular e bater longos papos com o “outro” ou “outra”.  

Mudanças radicais no visual: a pessoa começa a se preocupar em ficar mais elegante, jovial e sensual e ao mesmo tempo, tanto o sexo como o romantismo no casal está praticamente nulo. Acredite, não é para você que o parceiro(a) está se arrumando.  

Por Claudio Pucci

 

 

Sidebar Informações