Timon: Vereadora denuncia falta de carteiras em escolas da zona rural

Por: Rodrigo Antunes

Alunos do Povoado Castelo precisam chegar cedo e disputar uma carteira para assistir aula. Outros, assistem aulas sentados no chão ou em janelas.

Timon: Vereadora denuncia falta de carteiras em escolas da zona rural Professora Socorro durante discurso na tribuna da Câmara de Timon; Foto: Rodrigo Antunes

Na manhã desta segunda-feira (09) a vereadora de Timon, Professora Socorro (MDB) denunciou a situação precária em que estudantes da zona rural do município estão vivendo.

Segundo a parlamentar, em discurso na tribuna da casa, estudantes do povoado Castelo estão precisando chegar cedo nas aulas para disputar carteiras para sentar.

Não é a primeira vez que uma denuncia sobre o mesmo caso chega a vereadores da Câmara de Timon. Em um aparte na câmara na sessão desta segunda, o vereador Henrique Júnior afirmou que já havia sido informado do caso e iria até o local coletar mais informações.

A vereadora explicou na tribuna que os alunos precisam chegar mais cedo para conseguir uma cadeira e, os que não conseguem, precisam assistir aula sentados no chão ou encostados nas janelas das turmas.

“Os alunos me disseram, venha no horário das aulas que você vai ver a loucura que é aqui. É aluno sentado no chão, nas janelas, e eu não acredito que isso possa estar acontecendo”, disse a vereadora na tribuna.

Zona rural sem pontes, estradas e transporte escolar

Professora Socorro levou para a tribuna, ainda, a situação em que vem pedindo providências reiteradamente, que diz respeito a pontes e estradas da zona rural de Timon.

Moradores do povoado Canhaçú cobram a recuperação da ponte que dá acesso ao local e a recuperação de estradas, que tem piorado com as recentes chuvas. A população da comunidade também reclama da ineficiência do transporte escolar, que tem há dias que passa pelo povoado.

 

 

Sidebar Informações